Cuiabá, 23 de Setembro de 2019

CIDADES
Terça-feira, 20 de Agosto de 2019, 11h:40

VEJA VÍDEOS

Serra da Petrovina arde em chamas; já são 14 mil focos de calor este ano em MT

Euziany Teodoro
Única News

CBBM

A Serra da Petrovina, em Pedra Preta (a 243 km de Cuiabá), registra um incêndio florestal de grandes proporções, desde às 5 horas da manhã desta segunda-feira (19). O Corpo de Bombeiros ainda não pôde informar o alcance da área atingida.

Equipes do Corpo de Bombeiros se deslocaram de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá) para atender a ocorrência, às 5h. Pela manhã, fizeram o reconhecimento da área juntamente com os moradores da região, que já estavam fazendo um aceiro (faixa sem vegetação, aberta com enxadas ou maquinário) em volta da Serra.

Durante a tarde, as equipes tentaram avançar por terra, mas não houve êxito, então passaram a fazer uma faixa de aceiro negro, medida que só pode ser tomada pelos bombeiros, que consiste em uma faixa de fogo controlada, no entorno do foco de incêndio, para evitar que ele se alastre.

Por volta das 22h, as equipes já tinham alcançado dois quilômetros de aceiro negro, mas, novamente, precisaram parar, pois não houve sucesso. O incêndio florestal continua.

Já são cerca de 14 mil focos de incêndio em Mato Grosso este ano. O Corpo de Bombeiros emitiu alerta, na última semana, para um dos períodos de seca mais críticos dos últimos sete anos.

O CBMMT atendeu a 660 incêndios em vegetação (terrenos urbanos e incêndios florestais) somente no mês de julho. Para comparar com meses fora da temporada de incêndios florestais, de janeiro até abril foram 136 incêndios em vegetação em todo o estado.

Segundo os dados de satélites, sistematizados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o número de focos de calor aumentou 41,57% em Mato Grosso em 2019, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Os dados estão no Informativo do Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT).

incendiocamponovook.jpg

 

No último final de semana, uma plantação de milho pegou fogo, em Campo Novo do Parecis (a 397 km de Cuiabá), e até agora não foi possível avaliar o tamanho da área atingida. 

Em ato comovente, um bombeiro dá água a um pequeno tatu que, assim como os humanos, mostra que os animais também sofrem com o período.

Na ocasião, uma imagem repercutiu, resumindo o período em que, historicamente, Mato Grosso toma as páginas de notícias, como o estado que mais registra focos de calor no Brasil.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE