Cuiabá, 16 de Setembro de 2019

GERAL
Terça-feira, 20 de Agosto de 2019, 10h:50

DISPUTA RARA

Duas chapas concorrem à presidência da Academia MT de Letras; eleições ocorrem em setembro

Única News
Da Redação

(Foto: Gcom-MT)

Às vésperas de completar seu centenário, a Academia Mato-grossense de Letras passa por uma das raras disputas pela presidência. De um lado, a jornalista, escritora e docente em Comunicação Social, Sueli Batista, ladeada pelo jornalista e advogado José Carrara e pelo poeta e músico, Moisés Martins.

Academia MT de Letras

Sueli Batista

 

Sueli tem em seu favor a experiência de ter dirigido uma associação de mulheres de negócio – a BPW, além de ter trabalhado muitos anos na Fiemt, com o ex-secretário Pedro Nadaf. Na chapa, a candidata conta com a irmã de Nadaf, a pesquisadora Yasmin. Sueli é autora do livro Pássaro Passará, de 1996, e 100 anos da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá. Além disso, é uma das idealizadoras da Cerimônia das Velas e da exposição 100 anos de moda, que aconteceu no Shopping Goiabeiras em 2017.

Também concorre Cristina Campos, que formou chapa com a pesquisadora Olga Maria Castrillon Mendes e com o atual pró-reitor de cultura da UFMT, Fernando Tadeu de Miranda Borges.

Cristina formou uma chapa voltada para a literatura, com nomes como Ivens Scaff, Marta Cocco, Agnaldo Rodrigues, Aclyse Mattos, Lourembergue Alves, Luciene Carvalho, Marília Beatriz, todos autores de romance, conto ou poesia. Coincidentemente ou não, na chapa de Campos estão dois representantes de universidades públicas – Olga, pela Unemat e Fernando Tadeu, pela UFMT. Cristina Campos tem doutorado na USP, em Manoel de Barros, e é escritora em Mato Grosso. Recentemente, lançou os livros O Linguajar Cuiabano e Bicho Grilo, ambos pela Ed. Carlini e Caniato.

Academia MT de Letras

Maria Cristina Campos

 

As duas chapas estão equilibradas porque reúnem, cada uma, 13 integrantes. Sobram poucos eleitores que não estão vinculados a nenhum dos grupos.

A eleição se dará em setembro próximo, conforme o edital do atual presidente, o advogado Sebastião Gomes Carvalho, que está na chapa de Sueli Batista.

Na história da entidade cultural, é raro haver disputa. Os presidentes costumam ser eleitos por unanimidade, através do consenso entre os membros. Com a instituição repleta de acadêmicos, a disputa entre os dois nomes reflete também letras diferentes: Sueli representa o jornalismo técnico e os juristas, enquanto Cristina marca posição com a literatura mato-grossense, uma tensão antiga nas academias por todo o Brasil.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Dely Alves  02-09-2019 23:50:31
Em qual chapa os Nadaf estão?

Responder

0
0

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE