Cuiabá, 17 de Julho de 2019

POLÍCIA
Sábado, 22 de Junho de 2019, 16h:00

NA REDE SOCIAL

Advogada nega que gravidez motivou agressão de jornalista; veja vídeo

Fernanda Nazário
Única News

A advogada Mylene Lustosa, de 46 anos, negou na sua rede social que a motivação da agressão sofrida pelo ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de Cuiabá, José Roberto Amador, conhecido como 'Bebeto', tenha sido motivada por uma gravidez, conforme descreve no boletim de ocorrência registrado na última quinta-feira (20), na capital.

Em uma série de stories publicados no Instagram, Mylena disse que questões antigas motivaram a agressão de Bebeto. “Gostaria de esclarecer que em nenhum momento houve briga por causa da gravidez. Isso não existe, não é verdade. Foram por questões antigas, que sempre terminavam mal e agora terminaram pior”, explicou.

A advogada também criticou a imprensa que veiculou uma foto de uma mulher, que seria ela, com dentes da frente arrancados devido a algum ato violento. A jurista nega ser esta mulher. “Segundo ponto, foi a foto publicada na mídia, não é minha, é uma pessoa que tem aparelho, nem sei quem é. Não foi legal. Eu gostaria realmente de pedir ao jornalismo em geral, que seja verdadeiro, venda os fatos reais, e não aqueles que dão notícias, curiosidades fúteis”.

Entenda do caso

O caso foi registrado no bairro Popular, em um edifício, onde o casal morava. De acordo com o boletim de ocorrência, Mylene, revelou ao jornalista, de 55 anos, que está grávida, quando ele se revoltou e começou a agredi-la.

No boletim consta que quando a polícia chegou no apartamento, em área nobre, encontrou a vítima com ferimentos na perna, além de estar sem um dente decorrente de socos levados no rosto.

À polícia, o jornalista alegou que a namorada jogou um aquário contra ele e que teria apenas tentado se defender. Ele disse que os ferimentos são por conta dos estilhaços do aquário.

O agressor foi preso em flagrante e encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá. Já a namorada foi levada para uma policlínica do bairro Verdão.

Foi registrado um flagrante por lesão corporal e ameaça na Lei Maria da Penha.

Bebeto foi secretário de Comunicação da Prefeitura e atualmente trabalha no Tribunal de Contas do Estado (TCE).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE