Cuiabá, 17 de Outubro de 2019

POLÍCIA
Quinta-feira, 06 de Junho de 2019, 19h:44

OPERAÇÃO MANTUS

Arcanjo nega envolvimento com o jogo do bicho durante oitiva na GCCO

Elloise Guedes
Única News

(Foto: TVCA)

João Arcanjo Ribeiro negou envolvimento com jogo do bicho, durante oitiva na tarde desta quinta-feira (6), na sede da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). O ex-comendador e outras duas pessoas e foram ouvidas pela equipe da Polícia Civil que coordena a Operação Mantus, que investiga o esquema em Mato Grosso.

Segundo a polícia, mesmo negando há indícios que apontam que Arcnajo tem ligação, já que foram encontradas planilhas e também R$ 200 mil em espécie na casa dele. Arcanjo chegou na GCCO algemado e com um colete à prova de balas.

Os suspeitos de recolher dinheiro de apostas da empresa FMC ELLO, também foram ouvidos pelos delegados. Rosalvo Ramos de Oliveira e Laender dos Santos detalharam como era o trabalho deles na organização criminosa.

Operação Mantus

A operação cumpriu a 63 mandados judiciais, sendo 33 de prisão preventiva e 30 de busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo juiz da 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, Jorge Luiz Tadeu.

As ordens judiciais foram cumpridas em Cuiabá, Várzea Grande e em mais 5 cidades do interior do Estado.

A operação coordenada pela Diretoria de Atividades Especiais, conta com o apoio da Diretoria Metropolitana, Diretoria do Interior, além do auxílio do Laboratório de Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil na coleta dos dados, que foram trabalhados pelas equipes que atuaram diretamente no Inquérito Policial.

O nome Mantus: Na mitologia etrusca, Manto (em latim: Mantus) é o deus do mundo dos mortos no vale do rio Pó. Manto também é conhecido como o Deus do azar, onde chamava atenção de suas vítimas através de jogos, roubando assim suas almas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE