Cuiabá, 19 de Setembro de 2019

POLÍCIA
Quarta-feira, 14 de Agosto de 2019, 16h:07

PRESTOU DEPOIMENTO

Esposa de Sachetti diz não ter visto motocicleta no dia do acidente

Elloise Guedes
Única News

(Foto: TVCA)

Lidiane Campos, de 38 anos, mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB), acusada de ter atropelado e matado uma criança, de 3 anos, em Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá), prestou depoimento nesta quarta-feira (14), na delegacia da Polícia Civil.

O acidente aconteceu na noite de domingo (11), Dia dos Pais. Lidiane dirigia uma caminhonete Hilux e atingiu uma motocicleta, em que estava um casal e a criança.

As vítimas foram identificadas como Dayane Palmeiras dos Santos, de 35 anos, o marido dela, Marcos Souza da Costa, de 30 anos, pai da criança, e o menino Daniel Augusto Costa. Eles retornavam de uma comemoração.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, Lidiane não prestou socorro, fugiu do local e abandonou o veículo. Marcos teve ferimentos no pé e a madrasta está esperando para fazer duas cirurgias.

Conforme a delegada da Deletran de Rondonópolis, Ludmila Zorzetti Vendramel, que conduz o inquérito, Lidiane relatou o seu trajeto, alegou que ao chegar no local do acidente não viu a motocicleta.

Após a colisão ficou desnorteada e, no desespero, veio a entrar na contramão da via. Em seguida, amedrontada, abandonou o veículo. A interrogada afirmou que, após os fatos, sua família procurou as vítimas para prestar auxílio.

A delegada disse ainda que as investigações continuam, bem como os policiais civis analisarão as imagens do acidente capturadas pelas câmeras, entre outros depoimentos e diligências.

Por enquanto, a Polícia Civil apura o crime de natureza “homicídio culposo na direção de veículo automotor, com aumento de pena pela omissão de socorro”.

Acidente

O grave acidente aconteceu no final da tarde de domingo, no cruzamento da rua XV de Novembro com a av. Tiradentes. No local, o Samu prestou atendimento às vítimas que estavam na motocicleta atingida pelo veículo. O menino Daniel Augusto, não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com testemunha, Lidiane Campos cruzou a rua XV de Novembro, invadindo uma via preferencial, e colidiu com a motocicleta, depois seguiu até a rua Rosa Bororo, virou na contramão da via e empreendeu fuga.

Posteriormente, a caminhonete foi localizada abandonada atrás de um mercado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE