Cuiabá, 19 de Janeiro de 2020

POLÍCIA
Sábado, 23 de Novembro de 2019, 10h:15

EM JUÍNA

Menino de dois anos fica gravemente ferido após ser espancado pelo padrasto

Única News
Da Redação

Equipe da Delegacia Municipal da Polícia Civil em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá) cumpriu na tarde desta sexta-feira (22.11) mandado de prisão preventiva expedido contra I.C.A., 18 anos, suspeito de agressões contra seu enteado, uma criança de dois anos de idade.

No dia 17 de novembro, último domingo, a Polícia Civil foi acionada pela equipe da unidade de pronto atendimento de Juína sobre uma criança que deu entrada no centro médico com diversos hematomas pelo corpo. Conforme a mãe da criança, os hematomas seriam provenientes de uma queda acidental, porém, os profissionais de saúde que realizaram o atendimento informaram que os ferimentos não eram condizentes com as alegações apresentadas.

O padrasto e mãe foram ouvidos pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi e alegaram que os ferimentos foram causados durante o momento que a criança corria na rua, porém, o exame de corpo de delito requisitado pela Polícia Civil apontou agressão física.

O padrasto da criança retornou posteriormente à delegacia e confessou ao delegado que agrediu a criança sem motivo.

A prisão do suspeito foi representada à Justiça e deferida pela Terceira Vara Criminal de Juína. O mandado de prisão contra I.C.A. foi cumprido pela equipe da Delegacia Municipal na casa do suspeito, no bairro Módulo Cinco. “Toda a equipe se empenhou para esclarecer esse crime que vitimou uma criança ainda muito pequena e que permanece internada em uma Unidade de Terapia Intensiva em Cuiabá”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado na delegacia por lesão corporal grave e depois encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Juína, onde aguardará por audiência de custódia da Justiça.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE