Cuiabá, 16 de Setembro de 2019

POLÍCIA
Segunda-feira, 06 de Agosto de 2018, 16h:49

"LEDUR"

Pais de Rodrigo Claro depõem sobre morte de filho por tortura

Da Redação

Única News

pais rodrigo claro

 

Os pais de Rodrigo Claro, de 21 anos, aluno do Corpo de Bombeiros que morreu, em novemvro de 2016, após uma aula prática na Lagoa Trevisan, em Cuiabá, devem ser ouvidos na Justiça. O juiz Murilo Moura Mesquita deve conduzir a audiência, na 11ª Vara Criminal de Cuiabá. As oitivas estão marcadas para o dia 14 de setembro às 13h30. 

 

Jane Claro e Antônio Claro devem ser ouvidos no mesmo dia que as testemunhas de acusação.

 

Foi definido tmbém na sexta-feira (3), os membros que irão compor o Conselho Especial de Justiça que irão analisar e julgar a tenente do Corpo de Bombeiros, Isadora Ledur, acusada pelo crime de tortura, que levou à morte do aluno bombeiro.

 

A decisão foi feita por soreteio e definiu como juízes militares titulares o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Neurivaldo Antônio de Souza e os majores da Polícia Militar Paulo César Viera de Melo Junior, Ludmila de Souza Eickhoff e Edison Carvalho Junior.

 

Já para a suplência foram sorteados o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Abel Rocha da Silva e o major da PM, Fabiano Pessoa.

 

(Foto: Internet)

 

Rodrigo morreu depois de passar mal durante um treinamento aquático dos bombeiros em novembro de 2016, atividade coordenada pela tenente Izadora Ledur de Souza Dechamps, que era a instrutora do curso.

 

Ela responde criminalmente pela morte do aluno e ficou monitorada por tornozeleira eletrônica por três meses. Em outubro do ano passado, conseguiu na justiça o direito de retirar o equipamento.

 

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), Ledur usou de meios abusivos de natureza física, como caldos e afogamentos, e de natureza mental mental ameaçando desligar o Rodrigo do curso.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE