Cuiabá, 18 de Janeiro de 2020

POLÍCIA
Terça-feira, 12 de Novembro de 2019, 14h:36

EM RONDONÓPOLIS

Policiais abandonam o trabalho para dar carona a mulheres e são presos

Única News
Da Redação

(Foto: Reprodução)

Três policiais militares foram presos no domingo (10) por dar carona para mulheres e abandonarem o serviço. Os suspeitos deveriam estar em Itiquira (a 359 km de Cuiabá), mas foram para Rondonópolis (a 218 km da capital).

Os envolvidos são o soldado Alexandre Alves Ribeiro, de 25 anos, o cabo Rogério Francia Farias, de 38 anos, e o soldado Luiz Fernando da Silveira Naves, de 35 anos.

Por meio de nota, a Corregedoria-Geral da Polícia Militar informou que vai instaurar procedimento para investigar as circunstâncias da ocorrência e a conduta dos três policiais militares.

Um tenente flagrou a viatura dos policiais passando com o porta-malas aberto pelas ruas de Rondonópolis. Ele tentou avisar para que os militares fechassem a tampa, mas não conseguiu identificar quem estava no veículo.

O tenente viu três pessoas na viatura, sendo duas no porta-malas e uma no banco do passageiro. Duas eram mulheres.

Ainda conforme a PM, os três policiais deveriam atuar na segurança das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Itiquira.

A situação se configurou como crime de peculato, já que a viatura foi usada para fins particulares e abandono de posto, uma vez que os policiais não estavam no lugar onde foram destinados para cobrir.

Veja a nota da Corregedoria-Geral da Polícia Militar

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que vai instaurar procedimento para investigar as circunstâncias da ocorrência e a conduta dos três policiais militares detidos na noite do último domingo (10), em Rondonópolis (218 km de Cuiabá), com três pessoas alheias ao serviço dentro da viatura.

A Corregedoria, em Cuiabá, aguarda a chegada da documentação referente ao ocorrido para nomear o responsável pela apuração. Por serem lotados em Cuiabá, os três militares também virão para capital, onde passarão por audiência de custódia e responderão pelo delito.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE