Cuiabá, 26 de Agosto de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 05 de Junho de 2019, 14h:33

EM ARAGARÇAS-GO

Ao lado de Bolsonaro, Mauro Mendes defende aprovação da Reforma da Previdência

Euziany Teodoro
Única News

Tchélo Figueiredo

O governador Mauro Mendes (DEM) este em Aragarças-GO, nesta quarta-feira (05), onde lançou, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), o projeto “Todos pelo Araguaia”. Mauro aproveitou a ocasião para defender a aprovação, “o mais rápido possível”, da Reforma da Previdência, que está sendo discutida há meses no Congresso Nacional.

De acordo com Mendes, os estados não podem ser deixados de fora da reforma. “Não deixe os estados fora. Senão daqui alguns anos, estaremos trabalhando única e exclusivamente para pagar aposentados”, disse.

Segundo o governador, em pouco tempo o Executivo não terá mais recursos para investimentos. “Estamos usando quase todo o dinheiro para pagar os aposentados e não temos dinheiro para investir em saúde, educação. Vamos fazer de vez uma reforma que ajude o Brasil, os estados e seus municípios”, pediu.

Atualmente, 46% do quadro de servidores de Mato Grosso representam os aposentados. Outros 54% são ativos. De acordo com levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em três ou quatro anos, este quadro deve se igualar, ficando meio a meio.

Há pressão de deputados na Câmara Federal para que estados e municípios sejam excluídos da reforma da Previdência Social. Embora defenda a manutenção, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já disse que considera "difícil" manter os servidores estaduais na reforma.

Se os servidores estaduais permanecerem, conforme prevê a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) enviada pelo governo Jair Bolsonaro ao Congresso, as mudanças previstas no texto valerão automaticamente para eles. Do contrário, as assembleias legislativas de cada estado terão de aprovar leis específicas para os sistemas de previdência estaduais.

Ao lado dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e de Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), Mendes gravou um vídeo reforçando o pedido aos deputados federais. Veja abaixo:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE