Cuiabá, 21 de Setembro de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019, 11h:46

CONFIRA OS NOMES

Após greve de 75 dias, Governo convoca 200 aprovados em concurso da Educação

Euziany Teodoro
Única News

Sintep/MT

A greve dos profissionais da educação estadual, que foi encerrada no dia 9 de agosto, após 75 dias de paralisação, começa a render frutos. Na edição do Diário Oficial que circula nesta quinta-feira (22), o Governo atende a uma das reivindicações e faz a convocação de 200 concursados que aguardavam suas nomeações, atendendo ao Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT).

"Considerando o Edital n. 01/2017, que dispõe sobre o Concurso Público para provimento de vagas e cadastro de reserva para os cargos de Professor da Educação Básica, Técnico Administrativo Educacional e Apoio Administrativo Educacional, julho de 2017; Resolve: Nomear para a Secretaria de Estado de Educação - SEDUC, no cargo e municípios abaixo especificados, os candidatos que seguem", traz o texto.

Além da convocação, o Estado também adiantou o pagamento da folha de julho dos servidores da Educação e paga folha suplementar, na próxima terça-feira (27), conforme acordo firmado nesta quarta (21).

Aqueles que ficaram em greve tiveram o salário bloqueado, devido ao corte de pontos. Em proposta anterior, o Governo havia prometido pagar os pontos cortados, por meio de folha complementar, no dia 20 de agosto, ou seja, na última terça-feira, mas o salário não caiu. Em resposta, os servidores anunciaram possibilidade de nova paralisação.

Para evitar outra greve, o Governo se comprometeu a pagar folha suplementar na próxima terça, com os valores dos meses de maio, junho e julho.

Além da noemação de concursados e pagamento dos pontos cortados, os servidores exigem que o Governo cumpra a lei 510/2019, a Lei da Dobra, que prevê aumento de 7,69% aos trabalhadores da educação; e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

A proposta do Governo foi condicionar esses pagamentos ao crescimento da receita e fluxo de caixa, a partir do momento que se enquadrar nos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) previstos para folha salarial. Do limite de 49% previsto na LRF, Mato Grosso está em 58%.

Confira a lista dos convocados no documento abaixo.

Anexos:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE