Cuiabá, 16 de Dezembro de 2019

POLÍTICA
Terça-feira, 29 de Outubro de 2019, 16h:32

INVESTIGAÇÃO DE REPASSES

CPI da Santa Casa ouve mais quatro fornecedores para entender dívida de R$ 100 milhões

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Santa Casa, aberta na Câmara Municipal de Cuiabá, continua com as oitivas nesta quarta-feira (30). Serão ouvidos quatro representantes das empresas prestadoras de serviço ao hospital.

A CPI foi proposta pelo vereador Toninho de Souza (PSD), em março deste ano, para apurar como são feitos os pagamentos de fornecedores, funcionários, entre outros, com os repasses públicos à Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

Na semana passada, quatro pessoas foram ouvidas: José Sabino do Centro de Oncologia e Radioterapia, Carlos Eduardo do Gastro Centro, Daniel Teixeira do Laboratório Carlos Chagas e o gestor financeiro e administrativo da Santa Casa, Daniel Pereira.

Ao protocolar o pedido, Toninho de Souza denunciou que a antiga administração da unidade hospitalar, sob comando do médico Antônio Preza, teria recebido cerca de R$ 100 milhões em seis anos. E que, ao deixar a gestão, o médico deixou a Santa Casa com dívidas acumuladas em R$ 100 milhões.

Devido à crise financeira, o hospital chegou a ficar fechado por quatro meses, este ano. Além da falta de pagamento dos funcionários por mais de oito meses. A unidade foi reformada e reaberta em julho de 2019. No momento, o hospital está sendo administrado pelo Governo do Estado.

A CPI da Santa Casa foi aprovada com 25 assinaturas de vereadores. São membros da CPI os vereadores, Luís Cláudio (PP) – relator -, Toninho de Souza (PSD), como membro titular, e Marcos Veloso (PV).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE