Cuiabá, 23 de Setembro de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 31 de Julho de 2019, 15h:15

BALANÇO SEMESTRAL

Deputado Federal Dr. Leonardo economizou mais de 60% da cota parlamentar

Única News
(Com assessoria)

ALMT

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) está entre os mais econômicos da bancada de Mato Grosso em Brasília. De fevereiro a junho deste ano, o parlamentar gastou menos da metade da cota que tem direito para o exercício do mandato.

Até o momento, ele utilizou 37,29% do percentual disponível, o que equivale a R$ 88.402,37. O valor economizado é de R$ 148.689, 57. Ou seja, deixou de gastar 62,71% do total da cota.

Conforme os dados disponíveis no Portal da Câmara dos Deputados no dia 26 de julho, os valores foram empregados para manutenção de escritório aberto à população em Cuiabá, viagens de Brasília a Mato Grosso e deslocamento para os municípios do Estado.

De acordo com o Ranking dos Políticos do Brasil, Dr. Leonardo é o melhor parlamentar entre deputados e senadores de Mato Grosso. No mês de julho, foram avaliados quesitos como presença nas sessões, qualidade legislativa, combate à corrupção, aos privilégios e ao desperdício de recursos públicos. Além disso, o deputado de Mato Grosso abriu mão da aposentadoria especial - Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC).

Instituída pelo Ato da Mesa 43/2009, a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar unificou a verba indenizatória (que vigorava desde 2001), a cota de passagens aéreas e a cota postal-telefônica. Visa ao custeio de despesas típicas do exercício do mandato parlamentar.

O valor da Cota Parlamentar é diferente para cada estado da Federação porque leva em consideração o preço das passagens aéreas de Brasília até a capital do estado pelo qual o deputado foi eleito. No caso de Mato Grosso, cada deputado tem direito a R$ 39.428,03 por mês. O saldo não utilizado acumula-se ao longo do exercício financeiro, vedada a acumulação de um exercício financeiro para o seguinte.

Dr. Leonardo também economizou no primeiro semestre de 2019 o valor da verba de gabinete que é R$ 111.675,59, de acordo com o Ato da Mesa 117/2016. A verba é destinada ao pagamento de salários dos secretários parlamentares, funcionários que não precisam ser servidores públicos e são escolhidos diretamente pelo deputado. Cada deputado pode contratar até 25 secretários parlamentares. Até junho, o parlamentar economizou R$ 108.498, 18.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE