Cuiabá, 17 de Novembro de 2019

POLÍTICA
Segunda-feira, 13 de Maio de 2019, 14h:29

SILVAL BARBOSA E CIA

Desembargador declara suspeição e não julgará processos da Operação Sodoma

Euziany Teodoro
Única News

(Foto: Internet)

O desembargador Geral do Giraldelli, por motivos de foro íntimo, se colocou sob suspeição para julgar os processos das cinco fases da Operação Sodoma. Omo prevê o regimento interno, todos os processos oriundos da Operação estão sob relatoria de uma mesma pessoa.

“Sucede que, por meio dos autos que chegaram mais recentemente ao meu conhecimento, cumpre-me, de maneira superveniente e por motivo de foro íntimo, declarar minha SUSPEIÇÃO para processar e julgar todos os feitos envolvendo a Operação Sodoma, nos termos do art. 145, §1º, do CPC/15 e art. 215, parágrafo único, do Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso”, diz o documento.

Agora, todos os processos voltam à Secretaria do Tribunal Pleno para redistribuição. “Sob esses fundamentos é que determino a devolução à Secretaria do Tribunal Pleno de todos os procedimentos que se encontram conclusos no meu Gabinete e que tenham por objeto a Operação Sodoma, para que uma vez anotada a suspeição deste magistrado, adote todas as providências pertinentes à redistribuição dos autos em fiel observância às disposições regimentais deste eg. Sodalício [art. 216, §1º, do RITJMT]”.

A Operação Sodoma, deflagrada pela Polícia Civil, em 2015, investiga grande esquema de pagamento de propinas e desvio de recursos públicos durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa. Ele fechou delação premiada com o Supremo Tribunal Federal e hoje cumpre pena em casa, em Matupá.

Ele, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, e outros 13 envolvidos, entre secretários, deputados estaduais e outros agentes públicos, são acusados dos crimes de concussão, fraude à licitação, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude processual, organização criminosa e extorsão.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE