Cuiabá, 21 de Agosto de 2019

POLÍTICA
Sábado, 23 de Fevereiro de 2019, 08h:12

REUNIÃO COM MINISTRO

Em Brasília, Mendes cobra retomada de obras da duplicação da BR-163

Da Redação
Única News

(Foto: Reprodução/SecomMT)

A obra de duplicação da BR-163, que está paralisada, foi o assunto de uma reunião no Tribunal de Contas da União, na manhã de quinta-feira (21). O governador Mauro Mendes (DEM) cobrou providências quanto à continuidade da duplicação da rodovia federal no Estado. Na reunião, também participaram os governadores do chamado “Brasil Central” e o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes.

“Junto com o ministro Tarcísio Gomes, fizemos ponderações com o tribunal para que possamos resolver essa situação da BR-163, que está com sua duplicação paralisada, já há algum tempo. Nós temos certeza que vamos encontrar uma solução para essa obra e ela será o mais brevemente possível retomada”, destacou o governador.

Ainda segundo Mendes, Mato Grosso precisa dessa obra para melhorar sua malha rodoviária e também toda a logística de transporte de mercadorias e produtos no Estado, contribuindo para “o que é produzido aqui tenha maior competitividade no mercado interno e externo”.

O ministro Tarcísio destacou a importância dos estados trabalharem juntos na busca por uma solução para esse problema.

“Eu agradeço ao governador e ao Tribunal de Contas da União pela parceria em se buscar uma resposta e a abertura do diálogo. Tenho certeza que estamos muito bem alinhados para encaminhar uma solução para a BR 163”, ressaltou o ministro.

A BR-163 é um dos assuntos que integra a “Agenda Brasil”, que é o conjunto de ações de interesses dos gestores públicos para gerar desenvolvimento econômico e social.

Brasil Central

Na reunião, estavam presentes além do governador Mauro Mendes, os governadores de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja e de Goiás, Ronaldo Caiado. O bloco de governadores do Brasil Central também conta com a presença dos Estados de  Rondônia, Tocantins e Maranhão.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE