Cuiabá, 23 de Setembro de 2019

POLÍTICA
Sexta-feira, 12 de Julho de 2019, 19h:10

VEJA VÍDEO

Emanuelzinho orientou partido a votar a favor dos professores na nova Previdência

Fernanda Nazário
Única News

(Foto: Câmara Federal)

O deputado federal Emanuelzinho (PTB) pediu, durante votação das emendas e destaques da Reforma da Previdência na Câmara Federal, que o partido votasse a favor dos professores. Ele votou contra a categoria se aposentar a partir dos 60 anos, como previa a nova regra.

O resultado da votação foi de acordo com o que o parlamentar desejava. A Câmara diminuiu a idade mínima para que professores consigam se enquadrar em uma das regras de transição na reforma da Previdência, mais brandas do que as regras gerais.

Com a mudança, as mulheres precisarão ter ao menos 52 anos, e os homens, 55 anos para se enquadrar na transição que prevê pedágio de 100%. Essa regra determina que os professores (homens e mulheres) deverão pagar 100% sobre o tempo de contribuição que faltar para se aposentarem quando a reforma entrar em vigor. Se faltar dois anos, por exemplo, o professor terá de trabalhar quatro anos.

A preocupação de Emanuelzinho era com a jornada excessiva de trabalho da categoria, já que os educadores, muitas das vezes, trabalham em dois locais e a noite corrigem prova e prepara a aula do dia seguinte.

No projeto como estava, uma professora do ensino básico levaria mais 10 anos para se aposentar. Atualmente ela se aposenta aos 50 anos, se aprovado como o texto estava, ela iria se aposentar aos 60 ano, mas com a emenda aprovada, as mulheres se aposentarão com 52 anos, e os homens com 55 anos.

“Temos cerca de 3 milhões de professores numa jornada de três jornada ao dia. Da aula de manhã, a tarde e a noite corrige prova, prepara o dia seguinte. Então, nada mais justo que uma fonte de estimulo à carreira e nada mais justo que um reequilíbrio na vertente econômica e fiscal e social, especialmente, na categoria dos professores. Por isso nós orientamos não ao texto para garantir essa diminuição em 5 anos na regra de transição da idade mínima dos professores para 55 homens e 52 mulheres”, declarou o deputado durante sua votação na Câmara. 

(Com informações do UOL)

Veja o vídeo:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE