Cuiabá, 20 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Domingo, 23 de Junho de 2019, 16h:01

CONSELHO DE ÉTICA

José Medeiros pode perder mandato por chamar deputado de "vagabundo"

Euziany Teodoro
Única News

Foto: (Reprodução/Web)

O deputado federal por Mato Grosso, José Medeiros (Podemos), foi acionado pelo Conselho de Ética da Câmara Federal e pode perder o mandato por quebra de decoro parlamentar. Ele foi convocado a comparecer na próxima reunião do Conselho, na quarta-feira (26).

Será instaurado processo para investigar a denúncia de agressão contra o também deputado federal, Aliel Machado (PSB-PR). A notificação a Medeiros foi feita em 19 de junho.

No dia 24 de abril, em sessão plenária, José Medeiros e Aliel Machado quase chegaram às vias de fato. Os dois deputados protagonizaram um empurra-empurra no Plenário. Enquanto Machado falava de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre congressistas terem recebido R$ 40 milhões para votarem a favor da reforma da Previdência na Câmara, Medeiros tirou o microfone de sua mão.

"Você, vagabundo, olha aqui… isso você não vai fazer aqui não, rapaz. Não nos meça pela sua régua", disse Medeiros, que é vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, ao tomar o microfone.

A sessão teve de ser suspensa por alguns minutos, para que a ordem fosse restabelecida. De acordo com Medeiros, não houve agressão física. “O que houve foi uma indignação forte por um parlamentar que votou contra a admissibilidade da reforma da Previdência ontem, na CCJ, e está acompanhando um boato de que cada deputado está recebendo R$ 40 milhões para votar favorável. Isso é uma mentira deslavada. Não aceito ser medido pela régua dele”, disse.

Medeiros também representou contra Aliel no Conselho de Ética.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE