Cuiabá, 23 de Setembro de 2019

POLÍTICA
Sexta-feira, 09 de Agosto de 2019, 09h:11

TRIBUNAL APROVOU CONTAS DE TAQUES

Mendes crítica TCE e diz que crise não é desculpa para descumprir lei

Fernanda Nazário
Única News

Christiano Antonucci

O governador Mauro Mendes (DEM) criticou a decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que, apesar das irregularidades constatadas, aprovou previamente as contas de seu antecessor no Palácio Paiaguás, Pedro Taques.

Os conselheiros apontaram cerca de 30 irregularidades, mas foram convencidos pelo tucano de que elas foram cometidas em consequência da crise econômica que acometeu o país e, respectivamente, Mato Grosso. Após o parecer favorável do TCE, a Assembleia Legislativa fará o julgamento final das contas do último ano da gestão Taques.

O parecer do TCE desagradou a Mendes, que não concordar com a justificativa de Taques sobre crise ter afetado as contas do Estado. “Eu não posso concordar que a crise seja desculpa para que nós possamos descumprir ou negligenciar naquilo que é importante para consertar a administração pública nesse pais”, disse Mauro, durante coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (8).

O governador ainda comparou a administração dele à frente da prefeitura com a de Pedro Taques, à frente do Estado. “Estive na prefeitura de Cuiabá em 2015 e 2016. Esses foram os piores anos da crise brasileira e sai da prefeitura em dia, cumprindo os índices, pagando tudo em dia, com salário em dia e os fornecedores em dia, com uma prefeitura bem administrada. Então, quer dizer que a crise não existia em Cuiabá, existia apenas em Mato Grosso? ”, questiona Mendes.

Sobre as 43 recomendações feita pelo conselheiro interino Isaias Lopes da Cunha, durante sessão no TCE, realizada na última terça-feira (6), quando aprovou as contas de Taques, Mendes diz que ainda não recebeu o documento, mas entende que ele só deveriam ser encaminhado ao Governo quando a crise terminar.

“A crise continua, então ele [Isaias] deveria fazer recomendação só depois que acabasse a crise. S a crise é a justificativa para descumprir tudo, as recomendações só podem valer no dia que o Brasil sair da crise”.

Contas de Taques são aprovadas previamente pelo TCE; deputados farão julgamento final

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE