Cuiabá, 19 de Março de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 09 de Janeiro de 2019, 13h:36

Novo governador extingue seis empresas públicas

Da Redação

 

 

O novo governador democrata, Mauro Mendes, fez valer o que tinha garantido pouco depois de sua vitória nas urnas, que criaria um Estado mais leve. E com a possibilidade, já na época, da redução da máquina com menos secretarias e ainda a extinção e fusão de algumas empresas públicas.

Nesta semana, o democrata voltou a pontuar sobre a necessidade de realizar as mudanças necessárias para fazer o Estado andar. Adiantando que dentro da reforma administrativa que reduziu todo seu staff de 24 para 15 secretarias, está a sua disposição ainda de extinguir seis empresas.

Entraram na mira da reforma administrativa, projeto que Mendes prmete entregar no máximo até esta quinta-feira (10), ao Legislativo estadual, a Central de Abastecimento do Estado (Ceasa); a Empresa Mato-Grossense de Pesquisa e Extensão Rural (Empaer); a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat); a Mato Grosso Desenvolve, Agência Metropolitana (Agem) e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

Em entrevista à Radio Capital FM, Mendes reforçou a tese que estes órgãos não são necessários.

'Um Estado grande demais fica descontrolado e fica essas maluquices, como a descoberta em órgão como a Empaer, por exemplo, onde há 600 funcionários. E nela a pessoa que serve cafezinho ganha R$ 13 mil e o motorista tem uma remuneração de R$ 15 mil'.

Mesmo que ainda não haja um levantamento sobre a economia com a fusão e a demissão dos funcionários destas empresas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE