Cuiabá, 10 de Dezembro de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 04 de Dezembro de 2019, 14h:32

SABATINA

Secretário explica obras asfálticas em Várzea Grande e não garante conclusão nesta gestão

Única News
(Com assessoria)

Assessoria

O secretário Municipal de Viação, Obras e Urbanismo de Várzea Grande, Luiz Celso de Oliveira, foi convocado a comparecer no plenário da Câmara Municipal de Várzea Grande, por meio do requerimento n° 74/2019, de autoria da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Casa de Leis. Luiz Celso foi bastante pressionado e respondeu durante a sabatina, realizada na sessão ordinária dessa terça-feira (3), questionamentos dos parlamentares sobre os andamentos das obras asfálticas no município.

Uma das reclamações apresentadas foi exposta pelo vereador Edilei Roque de Cezaro – Neni do Chimarrão (PTC). Segundo ele, o secretário não compareceu às reuniões e deixou de prestar contas das obras aos moradores do bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

“Teríamos no Eldorado esclarecimentos sobre datas e sobre os projetos, os moradores até hoje ainda me perguntam dessa reunião. Então elaboramos algumas perguntas: queremos saber como anda a questão do empréstimo de R$ 80 milhões com a Caixa Econômica Federal aprovados nesta Casa, quantos tem empenhado, quantos foram pagos e quantas ruas foram asfaltadas”, questionou Chimarrão.

Ao responder Luiz Celso declarou: “Destes R$ 80 milhões, R$ 8 milhões foram pagos; esse valor foi feito em recapeamento asfáltico: R$ 2 milhões na região do Mapim com um pedaço do Jardim dos Estados; R$ 2 milhões na região que vai até o Souza Lima; quase R$ 3 milhões no Cristo Rei e um milhão no Centro da cidade. Do restante, R$ 1,4 milhão no Nova Fronteira; um milhão na parte da rua Buda. Tem ainda, as obras no Maringá e Princesa do Sol, mas não foi feita nenhuma medição; no máximo será pago R$ 1,5 milhão.”

Durante a prestação de contas, Luiz Celso relatou sobre os projetos de pavimentação que aguardam o processo de licitação: “Onde estão esses R$ 80 milhões? Esses R$ 80 milhões são o seguinte: 95 km previstos em projetos já foram concluídos e encaminhados à licitação.”

Outra justificativa apresentada, foi a questão da morosidade nos processos licitatórios: “Nós temos um problema muito sério: a morosidade no tempo de licitação. Isso ocorre em todo país. Desde que um projeto fica pronto levam mais cinco meses até a homologação. Às vezes pecamos, ficamos como mentirosos ou enrolador, mas a demora é pela morosidade.”

Na ocasião, também foi anunciado pelo secretário de Obras, a pavimentação asfáltica do bairro Santa Terezinha: “Uma das reivindicações do vereador Sardinha, já está para ser dada a ordem de serviço, o bairro Santa Terezinha será todo pavimentado com drenagem. Lá será o quilômetro mais caro da pavimentação”, declarou.

O vereador Neni voltou a questionar se as obras referentes aos 95 projetos serão concluídas ainda na gestão da prefeita Lucimar Campos (DEM). Sobre a questão, Luiz Celso não deu garantia da conclusão: “Esses R$ 80 milhões, nós estamos tentando e gostaríamos que eles fossem feitos ainda na administração da prefeita Lucimar; pode ser que o período de chuva atrapalhe. Mas gostaríamos de avisar vocês: se ficar, a próxima gestão termina.”


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE