Cuiabá, 18 de Julho de 2019

POLÍTICA
Sábado, 13 de Abril de 2019, 17h:54

“FALAR É FÁCIL”

Selma Arruda deixa ‘aviso curto’ a pré-candidatos à sua vaga no Senado

Euziany Teodoro
Única News

(Foto: Reprodução/Web)

A senadora Selma Arruda (PSL), que teve seu diploma cassado com unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), fez uma publicação em sua página do Facebook, neste sábado (13), com um “aviso curto” às pessoas que estão colocando seu nome como pré-candidatos à vaga no Senado.

Ela alfineta, sem citar nomes. “Até candidato a deputado que não conseguiu nem ficar como suplente acha que pode tomar esse cargo eletivo, em que fui democraticamente eleita.”

Para Selma Arruda, os pré-candidatos estão colocando seus nomes sem que o processo esteja concluído. Ela ainda pode e vai, como já anunciou, recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Bom dia pessoal. A todo momento são publicadas na imprensa local notas ou matérias de pessoas que estão colocando o nome a disposição pra ocupar o meu lugar no Senado, antes mesmo do processo terminar!! Até candidato a deputado que não conseguiu nem ficar como suplente acha que pode tomar esse cargo eletivo, em que fui democraticamente eleita. Eu vou deixar um aviso curto aqui: Falar é fácil, quero ver é conquistar os 678.542 votos que eu tive! O povo está comigo!”

Selma também mandou recado, via Twitter e Instagram, ao ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB), que comentou sobre a cassação. Ele cobrou do Ministério Público Federal (MPF) a responsabilização criminal da senadora, defendendo, inclusive, o uso de tornozeleira eletrônica.

“Renan quer minha condenação. Justo o mais odiado e processado do Brasil. Tem gente que quando critica você, soa como elogio. Vindo de você, Renan, só tenho a agradecer. E torcer pra Lava Jato te pegar logo!”, publicou a senadora.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE