Cuiabá, 11 de Dezembro de 2019

POLÍTICA
Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019, 11h:12

LAVA TOGA

Selma revela que filho de Bolsonaro gritou com ela para que tirasse nome de CPI

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

A senadora por Mato Grosso, Selma Arruda (PSL), revelou que tem sofrido pressão e que chegou a ouvir gritos do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), por ligação telefônica, para que ela tirasse sua assinatura da instalação da CPI da Lava Toga. A revelação foi feita em entrevista à Folha de S. Paulo, publicada nesta sexta-feira (13).

Além de Flávio, a juíza aposentada cita que está sendo pressionada também pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM). A assinatura é para a criação de CPI para investigar integrantes do Supremo Tribunal Federal.

Na reportagem de Daniel Carvalho, Selma comentou que prefere não dar detalhes da discussão, mas que chega a ouvir recados como “cuidado, você tem um processo, tira a assinatura”. Ela afirmou que prefere perder o processo do que tirar seu nome.

Selma ainda declarou que não deu muita importância por Flávio ter se exaltado, já que “era uma coisa que não era verdade”. Ela entende que ele foi informado pela assinatura de Selma na CPI e que isso poderia prejudicar ele.

“Eu me recuso a ouvir grito, então desliguei o telefone. [...] Ele estava um pouco chateado”, comentou.

Em relação a seu partido, Selma afirmou que pretende sair do PSL, devido a divergências internas. Ela ainda criticou o partido dizendo “que ainda não se estruturou”.

“Ele não acolhe, ainda é um partido muito novo, de muita gente sem história política. Não sabe o que é se comportar num partido. Nunca tive uma pessoa do partido para me defender publicamente”, declara.

(Clique aqui e veja a entrevista completa)


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE