Cuiabá, 12 de Dezembro de 2019

VARIEDADES
Quarta-feira, 26 de Junho de 2019, 16h:14

EXPLOSIVO

Ferrugem se explica após pisão em mão de fã: "Vou buscar tratamento"

Quem Online

(Foto: Divulgação)

O cantor Ferrugem, de 30 anos, teve o nome envolvido em polêmicas esta semana, quando dois vídeos com reações bruscas dele em shows dominaram a internet. No primeiro vídeo, desta segunda-feira (24), ele abandona o palco depois de levar bebida na cara, e no segundo, desta terça-feira (25), o artista pisa na mão de um rapaz que assistia a seu show. Em conversa com o colunista Leo Dias, Ferrugem falou sobre os episódios e garantiu que vai procurar tratamento. Procurada por QUEM nesta quarta (26), a assessoria do sambista respondeu o seguinte: "O que que tinha para ser dito foi dito na entrevista para o Léo Dias. Não vamos nos pronunciar sobre o assunto".

"Tudo começou no show do 'Forró do Bosque'. Desde que chegamos lá sabia que não ia rolar a possibilidade de se apresentar, mas insisti para fazer o show pelo público. Faltava estrutura, equipamento, camarim para banda, uma complicação atrás da outra. Brigas no meio do público. Tudo isso já mexia com a minha cabeça antes do show. Muitas coisas aconteceram para deixar minha cabeça a milhão e, para finalizar jogaram um copo em mim. Naquele momento me senti vulnerável, não queria parar o show para dar lição de moral, e tive a reação mais passiva que eu poderia tomar. Deixando o palco. Fui embora porque não merecia aquilo. Estávamos sujeitos a problemas muito maiores ali se eu continuasse. As pessoas que me jogaram o copo em nenhum momento foram repreendidas. Primeiro vem o copo, depois jogam gelo, isso encoraja o público. Só tentei que aquele show acontecesse por conta do público, mas no dia seguinte foi o 'bafafá' que todos viram", contou ele a Leo.

No dia seguinte, Ferrugem voltou a tomar conta da internet após dar um pisão na mão de um rapaz durante um show. "Eu ainda me sentia vulnerável, com a cabeça no show anterior. Não tinha virado a página ainda, sabe? Mas o segundo show foi extremamente maravilhoso. Dancei com pessoas, brinquei. Mas teve o momento do pisão e eu não me orgulho nada em ter feito isso. Foi uma reação tomada pelo calor do momento. Aquele cara enfiou a mão entre a minha meia e a minha calça e começou a cravar a unha na minha perna. E ele ria. Mas nada justifica. Eu nunca deveria ter ultrapassado meu limite. Mas aconteceu. Eu me enxergo igual a todos, sabe? Se tivesse noção do lugar que hoje ocupo não teria feito isso", disse ele, acrescentando que "às vezes até se esquece que é artista".

Ferrugem afirmou a Leo que imagina que as reações causem estranheza ao público. "Meu sangue esquenta muito fácil e eu preciso aprender a lidar com isso. Entendo perfeitamente que sempre vão colocar a culpa em mim, ninguém quer ver o outro lado. Mas não consegui pensar naquele momento que eu precisaria ter uma reação pra agradar a todos", afirmou.

O artista revelou que os episódios tiveram consequências até em sua família. "Meu pai brigou comigo e também quando digo 'pai' estou falando também no sentido figurado, com o pessoal do meu escritório, que são 'meus pais'. Até minha esposa disse que eu estava errado e ela nunca fala nada. Ela me disse que eu precisava me retratar, melhorar as atitudes, deixar para explodir em casa", disse ele, explicando por que postou stories após os epidódios. "Não pedi autorização de ninguém [para fazer os stories]. Só queria me defender. Recebi até um direct me chamando de 'assassino' depois dos vídeos. Chegou ao extremo e eu precisava me defender".

Procurada por QUEM, a produção do Forró do Bosque 2019 esclareceu que o contrato assinado para a apresentação de Ferrugem - com duração de uma hora no dia 23 de junho na cidade de Cruz das Almas (BA) - teve todas as cláusulas contratuais cumpridas pelo contratante, inclusive no que se referia ao item segurança, tendo a empresa Silver Vigilância e Segurança Eireli contratada feito a segurança para todo o evento.

"O fato ocorrido da interrupção do show do cantor Ferrugem, onde o mesmo após alguns minutos de sua apresentação se retirou do palco, descumpre o contrato na cláusula referente ao tempo de apresentação pactuado. A frágil alegação do cantor Ferrugem 'em nota', por falta de segurança no evento pelo motivo de ter sido 'QUASE' atingido por um copo plástico é indevidamente justificada, pois anteriormente se apresentaram no mesmo palco Parangolé, Lambasaia, Calcinha Preta, Saulo Fernandes e, após interrupção unilateral do cantor, encerrando o evento Lucas Queiroz, provando, desta forma, de maneira inconteste, a total segurança para que o cantor não se retirasse abruptamente do palco interrompendo o seu show. O Forró do Bosque não aceita as alegações atribuídas ao contratante pela Assessoria Jurídica do cantor Ferrugem e tomará todas as medidas pertinentes ao ocorrido. Após a sua 17ª edição de sucesso, o Forró do Bosque seguirá com o compromisso de sempre, respeitando seu público e realizando um dos maiores e mais antigos eventos privados do São João em todo Estado da Bahia", diz a nota da produção.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE