Cuiabá, 24 de Fevereiro de 2020

ARTIGOS/UNICANEWS
Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2019, 08h:27

LUCY MACEDO

Celebremos a chegada de mais um ano, pois merecemos!

Lucy2.jpg

 

Estamos na reta final de mais um ano. Assim, esta é uma data em que se observam shoppings cheios, centro da cidade abarrotado de pessoas comprando os presentes para os familiares e as associações comerciais apostando no crescimento das vendas. Mas será que se deixássemos de lado os presentes, rituais de passagem e a comilança, própria deste período, as festividades do Natal e de Ano Novo seriam tão concorridas? Bom, em tese, pelos seus significados, deveriam!

A criação destes calendários, muito antes das compras, presentes e rituais, significam um momento de reflexão profunda sobre o que estamos fazendo com nossas vidas e, sobretudo, o quanto crescemos como seres humanos. Ainda, o que temos feito no dia a dia para melhorarmos nossas relações com as pessoas e o que temos feito para ajudar, lá na ponta, aqueles que não tiveram a sorte de possuir o que temos.

Por isto é necessário lembrar que o Natal, em particular, é uma data para reverenciar Jesus que, definitivamente, trocou sua vida pela nossa! Ao recordarmos da "dimensão histórica da salvação". Que o Ano Novo carregado de esperança chegue nos motivando a sermos melhores do que fomos no ano anterior.

Então, hoje, a pergunta que faço neste artigo é: como temos celebrado o Natal e o Ano Novo? Com compras, rituais ou com fé e uma 'gigantesca' esperança em dias mais fraternos e de melhor divisão de riquezas para que o mundo possa ter um pouco mais de equidade econômica, como forma de asseguramos um pouco mais de equilíbrio à pirâmide social?

Em uma de suas muitas falas carregadas de sabedoria, o Papa Francisco chegou a apontar o consumismo destas datas como um vírus que ataca a fé e a esperança na raiz, porque nos faz acreditar que a vida depende só do que se tem e, assim, Deus fica esquecido. Ou seja, estamos comemorando o "Ter", não o "Ser".

Muitos de nós acabam se perdendo nos presentes e roupas para tão somente assegurar prosperidade ao ano que chega. Vemos que é necessário refletir que presentes, festas e fogos de artíficio, claro, fazem parte, por ser um tempo de verdadeira alegria, mas é preciso entender que também sginificam fé e esperança para todos, não só para um.

Portanto, com a chegada do fim de ano - Natal e Ano novo - , vamos buscar, internamente, a mudança. Nos tornarmos melhores. Porque, desta forma, não tem importância se as compras e os brinquedos já foram comprados, que bom para quem vai usá-los ou recebê-los.

Realizemos os rituais do Ano Novo, sob o olhar de que precisamos celebrar os ciclos de nossas vidas. Todos. Os felizes e os desagradáveis. Na certeza de que a vida se renova a cada ano. E que a chegada de um ano "novinho em folha" significa esperança de dias melhores. Sem esquecer do gigantesco “mutirão de boas intenções” que se cria nesses momentos, convocando mudanças.

Então, vamos trocar presentes no Natal e realizar - cada um à sua maneira -, os vários rituais que comumente são realizados no Ano Novo -, como forma de reorganizarmos nossas vidas e apostarmos na realização de sonhos, dando corpo e voz à esperança.

Sob este diálogo, que o barulho dos fogos de artifício espantem os maus espíritos. Que as velas guardem nossa sensação e crença de estarmos ligados com o eterno. Que os rituais de prosperidade, como as comidas que atraem boa-sorte, representem, de verdade, fartura e prosperidade. Que as sete sementes de romãs na carteira ou as sete uvas façam toda a diferença em 2020.

Mas não nos esqueçamos, conquanto, de inserirmos nestes rituais de passagem um agradecimento em especial pela nossa vida, pela vida de nossos familiares e, sobretudo, para que nossos filhos tenham vida longa e próspera.

Feliz Natal e belíssimo Ano Novo! E gratidão a todos com quem tenho tido a honra de compartilhar meu trabalho como empresária na área de comunicação. E aos amigos queridos, com quem tenho dividido minhas conquistas e mesmo as derrotas, sabendo que nos dois casos, entretanto, elas sempre servem para nos fazer uma pessoa maior e melhor. Gratidão a todos!


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE