Cuiabá, 16 de Junho de 2024

CIDADES Quinta-feira, 19 de Maio de 2022, 15:43 - A | A

19 de Maio de 2022, 15h:43 - A | A

CIDADES / AOS 41 ANOS

Padre que atuou em VG morre de cianose central no interior de SP

Abraão Ribeiro
Única News



O missionário da Comunidade Canção Nova, padre Leandro Paulo do Couto, morreu nesta quinta-feira (19), aos 41 anos. O sacerdote, que estava na Missão de Cachoeira Paulista (SP), deu entrada no Centro médico Padre Pio no fim da manhã. Ele apresentava um quadro de cianose central, quando o sangue com baixa concentração de oxigênio já chega nas artérias. Após sucessivas manobras de reanimação cardiopulmonar, o presbítero não resistiu.

Padre Leandro Paulo do Couto nasceu no dia 11 de abril de 1981, em Borda da Mata (MG). Ingressou na Comunidade Canção Nova em 2007 no modo de compromisso do Núcleo. Ordenado diácono em 20 de dezembro de 2015 e presbítero em 2016, o sacerdote era um grande divulgador das histórias dos santos da Igreja.

O missionário ganhou fama em Várzea Grande, evangelizando no “Rincão do Meu Senhor”, no bairro Cristo Rei.

A Comunidade Canção Nova emitiu uma nota de proximidade à família do padre Leandro suplicando a Deus o consolo e a força da esperança da Ressureição. “Que o Pai das Misericórdias conceda ao nosso irmão, uma santa e feliz ressurreição, no convívio eterno dos santos a quem tanto testemunhou em vida”, lê-se no texto.

Informações

O corpo do presbítero está sendo velado desde às 14h no Santuário do Pai das Misericórdias. Uma Missa de corpo presente será presidida no local pelo bispo da Diocese de Lorena, Dom Wladimir Lopes, às 16h.

Após a celebração, o corpo será encaminhado para a terra natal do sacerdote, Borda da Mata (MG), onde será sepultado.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Álbum de fotos

Foto: Divulgação

Padre Leandro Paulo do Couto morre aos 41 anos

Foto: Bruno Marques – Canção Nova

Padre Leandro Paulo do Couto morre aos 41 anos

Comente esta notícia

Toinha Martins Bezerra 19/05/2022

Descanse nos do Senhor, padre!!

1 comentários

1 de 1