Cuiabá, 19 de Maio de 2024

CIDADES Terça-feira, 12 de Julho de 2016, 21:25 - A | A

12 de Julho de 2016, 21h:25 - A | A

CIDADES / RGA integral

Três categorias continuam em greve em Mato Grosso

Do G1MT



Reprodução / Internet

 

Três categorias de servidores públicos de Mato Grosso continuam em greve, segundo o Fórum Sindical dos trabalhadores. A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), o Sindicato dos Técnicos da Educação Superior da Universidade de Mato Grosso (Sintesmat) e o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) estão em greve há mais de um mês e cobram o pagamento integral da Revisão Geral Anual (RGA), fixada em 11, 28%.

 

Os servidores são contra o pagamento de 7,36% da reposição da inflação de 2015 aos servidores ativos, inativos e pensionistas do estado. O valor foi aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governo no dia 1º de junho.

 

A lei prevê pagar 7,36% de reposição salarial em três parcelas. Os outros 3,92% também seriam pagos no ano que vem, mas condicionados à Lei de Responsabilidade Fiscal, que fixa limite máximo de gasto do estado com a folha de pagamento a 49% da Receita Corrente Líquida.

 

O Sintep-MT decidiu em assembleia nesta terça-feira (12) manter a greve por tempo indeterminado. Além da recomposição salarial, a categoria é contra a implantação da Parceria  Público-Privada (PPP).

 

O governo propõe que empresas sejam contratadas por licitação para ficarem responsáveis, por exemplo, pela construção e manutenção das unidades escolares e também pela operação pedagógica. Segundo balanço inicial do Fórum Sindical,  28 categorias do estado iniciaram o movimento grevista, no dia 31 de maio.

 

A reportagemtentou entrar em contato com as outras categorias que permanecem em greve, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia