Cuiabá, 29 de Maio de 2024

CIDADES Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2017, 12:33 - A | A

15 de Fevereiro de 2017, 12h:33 - A | A

CIDADES / CONTRAPONTO

Volume de água do Rio Cuiabá é previsível e Defesa descarta alerta

Da Redação



(Foto: Divulgação)

WhatsApp Image 2017-02-15 at 10.33.16.jpeg

 Ponte Mário Andreazza que liga Cuiabá à Várzea Grande 

Apesar do estado de alerta emitido pela Defesa Civil de Cuiabá, na tarde desta terça (14),  o coordenador, José Pedro Zanetti, alegou ao site Única News que a população não precisa se preocupar com o nível de água do Rio Cuiabá.

 

Zanetti explicou ainda que o volume de água é considerado previsível devido o período de chuva.

 

A declaração vai contra o alerta emitido pela entidade para que moradores próximos ao Rio Cuiabá fiquem atentos, a fim de evitar problemas de alagamento em suas residências.

 

Imagens que circulam por meio do WhatsApp, mostram o Rio Cuiabá na região da Ponte Mário Andreazza - que liga a capital ao município de Várzea Grande, próximo de causar alagamento. A situação se parece com a da ponte Quidauguro Marino, que dá acesso ao bairro São Gonçalo Beira Rio, na capital.

 

"A situação já era de se esperar. O período de chuva até deu uma atrasada este ano, mas a população não precisa se preocupar", disse. E ressaltou ainda que o rio se encontra elevado em 6,5 metros, quando o limite máximo – considerado em estado de alerta é de oito metros.  

 

"O rio está abaixo do limite estipulado emergencial, que é de oito metros. Esses pontos são escoamentos de água - que precisa passar por algum lugar, por isso o nivelamento da água causa estranheza", comenta.

 

O coordenador comentou que passou agora pouco pela região da Mário Andreazza e disse que a população não precisa se preocupar. Ele afirmou ainda que o alerta é devido ao período de chuva para a população ficar atenta.

 

“Quando o rio passa do limite, é preciso a mobilização de todos para evitar futuros problemas, entretanto este ainda não é o caso, já que a média está ‘distante’ do limite máximo”. Zanetti completou ainda que os próximos dias de chuva não ocasionarão nenhum problema. “Até as próximas chuvas a água já terá abaixado o nível”, garante.

 

Por outro lado, o coordenador informou, nesta terça-feira (14), para que moradores dos  bairros em torno do Rio Coxipó ficassem atentos aos riscos de alagamentos.

 

Em nota, conforme Zanetti há uma grande possibilidade do “transbordamento” do rio por conta  do aumento do nível de água. A orientação da Defesa é para que a população se mantenha em alerta, a partir da madrugada desta quarta-feira (15).

 

“A defesa civil recomenda aos moradores, do entorno do Rio Coxipó, especialmente os bairros Jardim dos Ipês e Jardim Universitário, que comecem a levantar móveis e se for viável, orientamos para que deixem suas residências. Principalmente quem tem crianças e idosos”, explicava Zanetti.

 

 Leia Mais - Defesa Civil alerta risco de alagamento em bairros próximos a Rio Coxipó

(Foto: Divulgação)

WhatsApp Image 2017-02-15 at 11.07.49.jpeg

 Ponte Quidauguro Marino, próximo ao São Gonçalo Beira R 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia