Cuiabá, 05 de Abril de 2020

GERAL
Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2020, 17h:52

DENUNCIADO NO TWITTER

Delegacia investiga nova denúncia de estupro contra o estudante de Medicina da UFMT

Vithória Sampaio
Única News

(Foto: Reprodução)

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá investiga nova denúncia de tentativa de estupro contra o mesmo estudante de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que foi acusado, por meio das redes sociais, de dopar e estuprar uma jovem de 18 anos.

A segunda vítima acusa o rapaz de tentar estuprá-la durante um passeio. As investigações seguem em sigilo, por se tratar de uma ocorrência de foro íntimo.

Na última quarta-feira (5), o estudante procurou a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência por calúnia e ameaça. Por conta da repercussão do caso, ele teve que desativar sua conta na rede social, após receber vários ataques.

A UFMT também se pronunciou por meio de nota. A instituição informou que está acompanhando o caso e, diante das conclusões a que as investigações podem chegar, o estudante pode ser expulso do curso.

O caso

A postagem feita por uma jovem no Twitter tem gerado revolta desde a noite da última terça-feira (4), após ela relatar um abuso sexual que sofreu do estudante de Medicina.

Na publicação, a jovem, de 18 anos, – que pediu para não divulgar seu nome -, relata que o rapaz usou um medicamento para dopá-la em um momento em que estava psicologicamente e fisicamente vulnerável.

Segundo o seu relato na rede social, ela resolveu expor a situação após receber o apoio das amigas, já que não tinha “coragem” de falar sobre o caso. “Fui estuprada por um estudante de Medicina da UFMT”.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE