Cuiabá, 24 de Novembro de 2020

GERAL
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020, 10h:54

VEJA COMO AJUDAR

Mãe desempregada cria vakinha online para tratamento de doença rara da filha

Vithória Sampaio
Única News

(Foto: Reprodução)

Alice Dias Pereira, de cinco meses, foi diagnosticada com distrofia muscular espinhal tipo 1, uma doença progressiva e genética. Para realizar o tratamento de alto custo, a mãe dela, Adrielly Penha Dias, que no momento está desempregada, criou uma “vakinha online” para arrecadar os recursos para os cuidados que a bebê necessita para ser uma criança normal.

Alice nasceu no dia 20 de março de 2020, em meio à pandemia da covid-19. A família tomou todos os cuidados necessários para que ela não fosse contaminada.

Segundo a mãe, estava tudo indo bem, até que Alice completou 4 meses e a família percebeu que ela não endurecia o pescoço, foi diminuindo os movimentos das pernas, ficando mais lentos.

Diante da situação, resolveram procurar um neuropediatra, que logo suspeitou da doença chamada distrofia muscular espinhal, pediu vários exames, e a menina foi diagnosticada com “Distrofia muscular espinhal tipo 1”, uma doença progressiva, genética, na qual a criança vai ficando cada vez mais fraca, resultando na degeneração e perda dos neurônios motores inferiores da medula espinhal e do núcleo do troco cerebral, sendo está a forma mais grave da doença.

Para que Alice se recupere rápido, ela precisa iniciar o tratamento o quanto antes, fazendo uso de uma medicação chamada “SPINRAZA”, que reduz a perda das células nervosas motoras, melhorando assim a força e o tônus muscular, ajudando no controle da cabeça, engatinhar e até mesmo andar.

Além dos custos com o tratamento, a mãe precisa de ajuda para pagar um advogado para entrar na justiça e fazer a liberação do remédio pelo Sistema Único de Saúde (SUS), pois a menina precisa das medicações com urgência.

“Peço ajuda para o tratamento dela com fisioterapia, fonoaudiólogo e despesas pessoais, pois como é um tratamento de longo prazo, eu não posso trabalhar fora e no momento estou desempregada, sem condições de arcar com esses gastos. Eu creio na cura da minha filha através deste tratamento, Deus fará o milagre na vida dela. Quem puder nos ajudar com o mínimo que seja, eu serei eternamente agradecida. Estou pedindo pela vida dela”, finalizou.

Quem tiver o interesse em ajudar, é só clicar no link da vakinha:


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Kaola  25-09-2020 00:45:35
Poderia deixar um número de contato, (whats) para que as pessoas possam ajudar além da vaquinha virtual . Fica a minha sugestão.

Responder

0
0

MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE