Única News - Notícias e Fatos com Credibilidade

Sábado, 29 de Abril de 2017, 09h:04

Vereadores planejam vistoria nas obras do novo pronto-socorro

Rafael Machado / Única News

(Foto: Secom Câmara - Raul Lazaro)

Câmara de Cuiabá

 

O ritmo das obras do novo pronto-socorro de Cuiabá tem preocupado os vereadores. Nas últimas sessões, os parlamentares utilizaram a tribuna para propor uma visita in loco para verificar o andamento do projeto e cobrar da Prefeitura informações referente a valores e gastos na obra.

 

O líder do PP na Câmara, vereador Luis Cláudio, cobra que o legislativo faça uma ação com o intuito de colher informações sobre a obra que segue em ritmo lento. Ele propôs ao prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) uma visita junto com 25 vereadores para saber como anda a execução do projeto.

 

“Precisamos saber se a empresa ou consorcio não está cumprindo com as normas do contrato da obra. Ninguém pode querer ser pai das ações públicas. É nossa obrigação cuidar das pessoas que precisam dos serviços de saúde em perfeitas condições de uso”, pontuou o progressista.

 

Para o tucano, Renivaldo Nascimento, falta informações principalmente sobre repasses e do consórcio que venceu a licitação. Segundo o vereador, é necessário saber o que está causando a lentidão da obra.

 

“A população cuiabana nos pressiona e quer saber se é o Estado que está atrasando os repasses, ou a Prefeitura que não cumpre com a obrigação dela, ou se as empresas por um motivo ou outro, não conseguem dar prosseguimentos ao que foi acordado dentro do contrato. Temos que dar uma resposta rápida. A culpa é de quem nessa história?”, questiona. 

 

Orçada em R$ 76 milhões, sendo o Estado responsável por R$ 50 milhões e a Prefeitura com o restante do valor, a previsão de entrega era pra julho deste ano, mas os atrasos de repasses do Governo têm feito a obra seguir a passos lentos e com isso alterar a inauguração para abril de 2018, provavelmente no aniversário de 299 anos da Capital.

 

As obras começaram em 2015, após parceira entre o governador Pedro Taques (PSDB) e o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB).

 

O novo pronto-socorro de Cuiabá contará com 315 leitos, sendo 40 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), um Centro de Diagnósticos, um Centro Ambulatorial. (Com informações das assessorias)