Única News - Notícias e Fatos com Credibilidade

Terça-feira, 13 de Junho de 2017, 07h:30

Um pouco de história. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito é um dos marcos de fundação da cidade de Cuiabá

Por Tamires Ferreira

ALE FOTO 01.jpeg

 

A mamãe Ticiane Aquino, madrinha Graziella Amaral e Mayara Aquino Mesquita com Guilherme Lucas e Álvaro Lucas Alves posam na igreja São Benedito e Nossa Senhora do Rosário.

 

Tendo sido construída em arquitetura de terra em torno de 1730, próximo às águas do córrego da Prainha, em cujas águas Miguel Sutil descobriram as minas de ouro que impulsionariam a colonização da região.

 

Sua fachada, de grande simplicidade, é típica da arquitetura colonial brasileira e esconde a decoração borroca-rococó nos altares do interior, com rica talha dourada e prateada, única com esses detalhes no país.

 

Construída inicialmente com a técnica da taipa de pilão, passou por várias reformas, incluindo uma que transformou sua fachada em neogótica, entre as décadas de 1920 e 1980, quando foi reformada e a arquitetura colonial resgatada.

 

Tombada em 1975 pelo IPHAN, em 1987 pela Fundação Cultural de Mato Grossa e incluída no perímetro tombado do Centro Histórico de Cuiabá em 1993, é palco da Festa de São Benedito, mais longa festa religiosa do estado.

 

No pé da colina onde hoje está à igreja de Nossa Senhora do Rosário, à margem esquerda do córrego da Prainha, estava localizada a maior mina de ouro da região. Foi esta mina a origem da povoação de Cuiabá, que se deu à margem direita do córrego, em torno das jazidas.

 

Essa seria a primeira menção conhecida sobre a atual igreja de Nossa Senhora do Rosário. Não se sabe ao certo a data da construção da igreja atual, mas estima-se ter sido por volta de 1730.