Única News - Notícias e Fatos com Credibilidade

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2016, 13h:05

"Wilson Santos tem psicose", diz Emanuel Pinheiro

Em entrevista concedida um dia depois do segundo turno candidato do PMDB parte para o ataque

Diego Frederici / Única News

(Foto: Ahmad Jarrah)

 

Em entrevista concedida ao "Jornal do Meio Dia", o candidato a prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), disse que pretende fazer uma campanha propositiva, mas distribuiu alfinetadas ao seu adversário no segundo turno, Wilson Santos (PSDB).

 

Questionado sobre o tom do debate que prevalecerá nesta segunda etapa das eleições municipais, que segundo o candidato do PSDB será "tête-à-tête", Emanuel disse que sua base de propostas foi "avalizada por quase 100 mil votos", e que Wilson Santos tem "psicose".

 

"Penso como no primeiro turno, não vamos mudar a postura. Vou continuar apresentando minhas propostas, debatendo com a população. Nossa linha já foi avalizada por quase 100 mil votos. Wilson Santos, esse sim tem psicose", disse.

 

O candidato do PMDB, que esta licenciado de seu cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), queixou-se dos ataques que recebeu da campanha adversária e acusou o uso da máquina administrativa do governador Pedro Taques (PSDB), principal cabo eleitoral de Wilson.

 

"Fui covardemente atacado depois que assumi a liderança nas pesquisas. Quem tem propostas não tem medo do debate. Não minto para a população para atingir meu adversário. Vale lembrar que a máquina do Estado jogou pesado".

 

Primeiro Turno

 

Emanuel Pinheiro (PMDB) e Wilson Santos (PSDB) confirmaram a tendência apontadas pelas pesquisas na preferência do eleitorado e vão para o segundo turno disputar o comando do Palácio Alencastro, sede do poder executivo de Cuiabá.

 

Anotando 34,15%, o deputado estadual do PMDB acabou saindo na frente na disputa pela prefeitura de Cuiabá. Já o ex-prefeito da capital, e também deputado estadual pelo PSDB, Wilson Santos, superou o início de uma disputa que contou com a desconfiança e a surpresa do eleitorado com a desistência a reeleição do atual prefeito, Mauro Mendes (PSB). Ele ficou com 28,40% dos votos cuiabanos.

 

Já o candidato do PSOL, Procurador Mauro, amargou mais um derrota eleitoral depois de liderar boa parte da campanha neste primeiro turno, e fechou sua participação nas eleições 2016 com 24,85% do eleitorado. Ele já disputou por duas vezes a eleição para prefeito de Cuiabá, e uma vez para o Senado e a Câmara dos Deputados.

 

O ex-juiz federal Julier Sebastião (PDT) somou 8,12%, seguido por Serys Slhessarenko (PRB) 3,22% e Renato Santana (Rede) 1,27%.

 

O segundo turno está programado para ocorrer no próximo dia 30 de outubro.