Cuiabá, 13 de Julho de 2024

JUDICIÁRIO Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 19:10 - A | A

19 de Junho de 2024, 19h:10 - A | A

JUDICIÁRIO / JUSTIÇA A PASSOS DE FORMIGA

Pedreiro de MT é mantido preso por um ano mesmo após ser inocentado

Apesar da revogação da prisão, o alvará de soltura não foi expedido e ele permaneceu preso

Única News
Da Redação



Um pedreiro de 28 anos, identificado pelas iniciais C.A.A. da S., ficou preso durante um ano e 46 dias mesmo após ter sido absolvido pela ser absolvido na sentença de mérito, em abril do ano passado. Apesar da revogação da prisão, o alvará de soltura não foi expedido e ele permaneceu preso.

O rapaz foi preso no dia 16 de fevereiro de 2022, acusado do crime de tráfico, associação e corrupção de menores, em Cáceres (218 km de Cuiabá), e estava detido no Centro de Ressocialização de Várzea Grande, popularmente conhecido como Capão Grande, para onde foi transferido pela Vara Criminal de Cáceres. Mas a sentença de mérito absolveu ele e outros três acusados no dia 19 de abril do ano passado.

Em visita a unidade prisional, o defensor público André Rossignolo soube que C.A.A. havia sido inocentado e informou a situação de ilegalidade à Justiça e requereu a expedição imediata do alvará de soltura ao Juízo da 3ª Vara Criminal de Cáceres.

Com isso, o alvará foi expedido no dia 4 de junho deste ano, e ele finalmente ganhou a liberdade, um ano e um mês depois de ser absolvido pela Justiça. No total, ele passou dois anos e três meses detido.

“Eu sabia do alvará, inclusive assinei a sentença que me absolveu, entreguei para a polícia e fiquei esperando. Deu à tarde, não tirou. Deu o outro dia, não tirou. Meu advogado era de fora, não correu atrás. Minha família foi lá, ficou me esperando sair e nada”, contou.

O pedreiro, que é casado e pai de duas filhas, de 2 e 5 anos de idade, contou que estava trabalhando em três obras na época em que foi detido e que sua família passou por dificuldades financeiras.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia