Cuiabá, 21 de Julho de 2024

PARANÁ Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 18:17 - A | A

27 de Maio de 2024, 18h:17 - A | A

PARANÁ / VEJA VÍDEO

Professora puxa cabelo e empurra aluna com síndrome de down em Apae no Paraná

Pais souberam do caso por denúncia anônima e disseram que vítima é não verbal, ou seja, não se comunica com fala. Professora foi afastada, segundo Apae. Defesa disse que vai se manifestar em momento oportuno.

Caio Budel
g1 PR



Uma aluna da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Irati, na região central do Paraná, teve o cabelo puxado e foi empurrada pela professora Cleonice Aparecida Alessi Glinski, que atua na instituição.

A estudante tem 19 anos e, segundo os pais, não fala. Ela tem síndrome de down e tem diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA). A agressão foi gravada por uma câmera de segurança da instituição; o g1 teve acesso às imagens.

VEJA VÍDEO NO FINAL DESTA MATÉRIA

Segundo a Apae de Irati, Cleonice foi afastada da instituição. A defesa da professora disse que não foi intimada sobre nenhum ato, que não teve acesso a qualquer documento oficial, e que se manifestará no momento oportuno.

O vídeo está com a Polícia Civil (PC-PR), que passou a investigar o caso após denúncia dos pais da aluna. Conforme o delegado Rafael Rybandt, responsável pelas investigações, nesta segunda-feira (27) testemunhas e servidores da Apae foram ouvidos. A professo também deve ser ouvida nos próximos dias.

A Federação das Apaes (FEAPAEs-PR) lamentou o caso e avaliou que a situação foi isolada.

CLIQUE AQUI e continue lendo a matéria

 

Comente esta notícia