Cuiabá, 19 de Julho de 2024

POLÍCIA Sábado, 27 de Outubro de 2018, 09:00 - A | A

27 de Outubro de 2018, 09h:00 - A | A

POLÍCIA / CRIMINALIDADE

Casos de latrocínios reduzem 38% em MT comparando à 2017

Da Redação



(Foto: Reprodução/Web)

PC.jpg

 

Os casos de latrocínios (roubo seguido de morte) apresentaram uma queda de janeiro a setembro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2017.

 

De acordo com os dados da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) municípios como Cuiabá, Várzea Grande, além da regional de Primavera do Leste tiveram queda de 22%, 80% e 75% nos latrocínios, respectivamente.

 

Em todo o estado foram registrados 21 latrocínios em 2018, contra 34 nos primeiros nove meses do ano passado. Em Cuiabá foram 7 este ano e 9 em 2017, em Várzea Grande houve apenas um latrocínio em 2018 e em 2017 foram 5.

 

Nas regionais de Sinop, Cáceres e Tangará da Serra, que tiveram registros desse tipo de crime no ano passado (3, 1 e 3, respectivamente), não houve nenhum latrocínio entre janeiro e setembro deste ano.

 

Para o secretário da Sesp, Gustavo Garcia, a redução dos índices de criminalidade é fruto da integração das forças da segurança pública e do trabalho conjunto dos servidores.

 

“Trabalhamos com a integração de todas as forças na Sesp para aumentar a ostensividade e a resolutividades dos crimes, assim como investimos na inteligência para melhorar as políticas de segurança pública para todo o estado”.

 

Apreensão de armas


De janeiro a setembro de 2018 foram apreendidas 1.781 armas nas 15 regionais do estado. O município com maior número de armas retiradas de circulação foi Cuiabá, com 225 apreensões, seguido por Rondonópolis e Várzea Grande (186 armas cada), Sinop (157), Nova Mutum (129) e Cáceres (104).

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3