Cuiabá, 23 de Janeiro de 2021

POLÍCIA
Terça-feira, 04 de Agosto de 2020, 16h:24

EM RONDONÓPOLIS

Criança de 2 anos que teve traumatismo craniano após tortura recebe alta

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Reprodução| Olhar direto)

O menino de dois anos que foi internado na UTI Pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá) com traumatismo craniano, marcas de queimaduras de cigarro e fraturas nas costelas, supostamente causados pela mãe e pelo padrasto, recebeu alta médica nesta terça-feira (4). Ele estava internado desde o dia 22 de julho.

De acordo com o Conselho Tutelar, o garoto ficou internado na UTI da Santa Casa, acompanhado por uma pessoa da família. Ele vai retornar para cidade natal, que é Maceió, e o parente que o acompanhava tem preferência pela adoção, pois a mãe perdeu a guarda da criança.

O caso está sendo investigado como maus-tratos. A mãe e o padrasto da criança são considerados suspeitos pelo crime e continuam presos.

A mãe foi encaminhada para a Cadeia Pública Feminina do município. Já o padrasto para a Penitenciária da Mata Grande.

O casal é de Alagoas e está em Rondonópolis há cerca de três meses.

O caso

A criança chegou à unidade de saúde como vítima de engasgamento. No entanto, os médicos descobriram uma situação assustadora de maus tratos.

Ao fazer o atendimento, os profissionais viram que o menino tinha inúmeras marcas de mordidas pelo corpo, queimaduras, um quadro avançado de desnutrição e um traumatismo craniano.

O menino foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) para o Hospital Regional, depois de ter se engasgado durante a noite. No entanto, chegando lá, a equipe médica percebeu que a criança era vítima de maus-tratos.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pelo hospital, após os médicos perceberem os graves ferimentos no corpo da criança.

Ao serem questionados, a mãe e o padrasto não souberam relatar o motivo dos hematomas e das várias outras marcas que o menino carrega no corpo.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE