Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 18 de Maio de 2017, 08:54 - A | A

18 de Maio de 2017, 08h:54 - A | A

POLÍCIA / CÁRCERE PRIVADO

Família é sequestrada e permanece na mira de bandidos por mais de 15 horas

Vítimas disseram que terceiro suspeito foi até o matagal levar comida e água

Karollen Nadeska / Única News



(Foto: PJC-MT)

PM-roubo e furto.jpg

 

Uma família da cidade de Rondonópolis (215 km distante de Cuiabá), foi sequestrada e mantida refém por mais de 15 horas. O crime ocorreu durante a madrugada desta quarta-feira (17), após a casa, localizada no Bairro Parque Universitário, ter sido invadida pelos criminosos.

 

De acordo com o relato da família, o cárcere privado durou praticamente o dia inteiro, sendo que foram liberados por volta das 17h20, de um matagal na Gleba Rio Vermelho. Um suspeito ainda teria levado comida e água, para que as vítimas não ficassem desidratadas.

 

Aos policiais, o morador contou que os cachorros estavam muito agitados e abriu a porta dos fundos para verificar o que estava acontecendo. Nessa hora, dois bandidos armados o renderam e anunciaram o assalto. Depois entraram na casa, ordenando que todos colaborassem.

 

Com a família sob a mira de arma de fogo, os suspeitos subtraíram diversos produtos eletrônicos, como, celulares, televisor, perfumes e dinheiro e posteriormente, os colocaram dentro da caminhonete Hillux, de pertence da própria família.

 

Em seguida, ambos bandidos mandaram o dono da casa dirigir, até uma localidade distante aproximadamente 6 km da cidade. Chegando ao local, a família desceu do carro e ficaram em cárcere por pelo menos 15 horas, num matagal. Um comparsa de motocicleta, entregou comidas e demais mantimentos para que as vítimas não sofressem com desidratação. Enquanto isso, o segundo suspeito fugiu com a caminhonete e o terceiro, permaneceu com a família, somente por volta das 17h20 é que todos foram liberados.

 

Após conseguir ajuda da Polícia Militar, as vítimas registraram boletim de ocorrência e ainda disseram que o veículo roubado está com problemas mecânicos, de modo que não consegue rodar com a velocidade acima de 60km/h.

 

O caso será investigado pela Polícia Civil. (Com Agora MT)

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3