Cuiabá, 29 de Novembro de 2020

POLÍCIA
Terça-feira, 27 de Outubro de 2020, 15h:52

CASO RODRIGO CLARO

MP pede que Ledur seja condenada por tortura e excluída da corporação

Elloise Guedes
Única News

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor Paulo Henrique Amaral Motta, pediu à justiça de Mato Grosso que a tenente do Corpo de Bombeiros, Izadora Ledur de Souza Dechamps, acusada da morte do aluno Rodrigo Patrício Lima Claro, de 21 anos, seja condenada e excluída do posto pelo crime de tortura.

O pedido foi protocolado no dia 23 de outubro. Rodrigo morreu após passar mal durante o treinamento aquático do 16º Curso de Formação, na Lagoa Trevisan, em novembro de 2016.

Conforme o entendimento do promotor, existe “tanto a materialidade quanto a autoria do delito de tortura qualificada, pelo resultado morte”. Segundo ele, o intenso sofrimento físico e mental retratado nos “caldos” levaram a vítima a exaustão extrema.

De acordo com o documento, o julgamento está previsto na 11ª Vara Criminal Especializada da Justiça Militar no dia 27 de janeiro de 2021.

O caso

Em depoimento, colegas de curso de Rodrigo informaram que ele vinha sendo submetido a diversos "caldos", e que chegou a reclamar de dores de cabeça e exaustão. Ainda assim, ele teria sido obrigado a continuar na aula pela tenente, que na época era responsável pelos treinamentos dos novos soldados da corporação.

Para o Ministério Público do Estado, por Rodrigo ter apresentado dificuldades para desenvolver atividades como flutuação, nado livre e outros exercícios e, ainda assim, a oficial utilizar métodos abusivos nos treinamentos para puni-lo, revela “inequivocamente, o perfil perverso da tenente como instrutora”.

Além da tenente, também foram denunciados os militares Marcelo Augusto Revéles Carvalho, Thales Emmanuel da Silva Pereira, Diones Nunes Sirqueira, Francisco Alves de Barros e Enéas de Oliveira Xavier.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE