Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 04 de Maio de 2017, 16:26 - A | A

04 de Maio de 2017, 16h:26 - A | A

POLÍCIA / ESTUPRO DE ANIMAL EM CUIABÁ

Sargento cria baixo assinado para agilizar votação sobre PL que trata de zoofilia

Wellyngton Souza e Suelen Alencar / Única News



(Foto: Divulgação)

assinaturas .jpg

 

O estudante Emerson Fernandes Pedroso que divulgou um vídeo estuprando uma cadela, em Cuiabá, pode ser integrante de um grupo com mais de cem pessoas que praticam zoofilia.

 

Ao site Única News, o primeiro suplente de vereador da capital, sargento Juarez Pereira Vidal, afirmou que os participantes podem ser de outros estados.

 

“O caso continua em investigação, mas já temos indícios de que ele pode sim participar de um grupo nas redes sociais que compartilham conteúdo sexual envolvendo outros animais. No vídeo em que ele mesmo gravou, podemos notar que não é a primeira vez que ele comete o ato”, disse à reportagem.

 

O sargento criou um abaixo assinado pela internet para fortalecer ainda mais as investigações da Delegacia Especializada do Meio ambiente (Dema). Além disso, o documento – que até o fechamento desta matéria já registrava 359 apoiadores, tem como objetivo de ser encaminhado a bancada federal mato-grossense para que possam ajudar acelerar a votação do Projeto de Lei 3080/2015 que trata sobre zoofilia, que tem como autor o deputado federal capitão Augusto.

 

O crime em questão pode resultar em uma pena de 1 a 3 anos de prisão, entretanto a punição pode ser convertida em medidas alternativas, como prestação de serviços à comunidade.

 

“É com repulsa, horror e indignação, que lamentamos profundamente juntamente com a sociedade, a atitude do indivíduo. Viemos em apoio para que este crime de zoofilia seja resolvido, e esperamos que esta atitude seja punida rigorosamente, exemplarmente, e que não fique no esquecimento, e que todos envolvidos nesse caso de zoofilia sejam devidamente qualificados e punidos, evitando assim novos precedentes”, diz trecho da campanha. Para ter acesso ao abaixo assinado, clique aqui.

 

Na última semana diversas Organizações Não Governamentais (ONGs) se reuniram em uma passeata do Fórum da Capital até a Dema com intuito de entregar um manifesto de apoio ao delegado responsável pelo caso, Gianmarco Paccola.

 

O caso

 

Circulou nas redes sociais um vídeo em que o estudante de Odontologia, Emerson Fernandes fez transando com uma cadela. Durante o vídeo, é possível o rapaz começa a falar coisas explícitas elogiando a parte íntima do animal, enquanto realiza sexo anal.

  

Emerson teve o mandado de prisão temporária decretado pelo prazo de também cinco dias, após se apresentar na Dema. Ele responde inquérito policial por maus tratos de animais e associação criminosa, mas logo foi solto por decisão judicial. 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3