Cuiabá, 19 de Maio de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 02 de Maio de 2017, 18:38 - A | A

02 de Maio de 2017, 18h:38 - A | A

POLÍCIA / CHACINA

Sesp divulga fotos de envolvidos em assassinatos em Colniza; tio e sobrinho participaram

Por Suelen Alencar/ Única News



(Foto:Sesp- MT)

_DSC0155.jpg

 

A Polícia Judiciária Civil identificou três dos quatro executores do assassinato de nove pessoas na área rural Taquaruçu do Norte, em Colniza (a 1.065 km de Cuiabá). Pedro Ramos Nogueira, conhecido como Doca, 52 anos, foi preso no distrito de Guatá, também em Colniza. Já o sobrinho dele Paulo Neves Nogueira, 35, foi preso no distrito de Tabajara, em Machadinho D´Oeste (RO).

 

O terceiro suspeito de participar das execuções, e que está foragido, é Ronaldo Dalmoneck, o Sula, de 33 anos. A polícia suspeita que ele foi o responsável pela decapitação de algumas das vítimas.

 

Conhecido como o chefe do grupo identificado como “Encapuzados” o ex-policial militar de Rondônia Moisés Ferreira de Souza, conhecido como Moisés do COE (Comando de Operações Especiais), está foragido de uma ação penal que responde junto com Ronaldo pelo crime de roubo. A Polícia Civil suspeita que ele tenha participação nos assassinatos em Colniza.

 

Leia sobre 

Mandante está foragido e comunica por meio de advogado; delegado explica motivo de sigilo

 

Já sobre o mandante do crime  a identidade não foi revelada. Segundo o delegado Marcelo Miranda, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a identidade do suspeito está sendo mantida em sigilo para evitar que ele continue foragido. O mesmo está mantendo contato com a polícia através do advogado.

 

“Nós estamos mantendo em sigilo a identidade do mandante, porque no momento ele se encontra foragido. Nós estamos procurando através do advogado dele para que ele se apresente o mais rápido possível. Então nós precisamos manter o sigilo pra que efetivamente ele não se evada e a gente não consiga efetuar a prisão”, disse Miranda.

 

O secretário de Estado, Rogers Jarbas, também fez questão de esclarecer que o advogado também será intimado para ser interrogado na delegacia.

 

 

“A Polícia Judiciária Civil está em contato com o advogado para que ele se apresente e também seja interrogado”.

 

Veja as fotos:

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Álbum de fotos

(Foto:Sesp- MT)

(Foto:Sesp- MT)