Cuiabá, 04 de Dezembro de 2020

POLÍTICA MT
Quinta-feira, 03 de Setembro de 2020, 12h:46

ESTOQUE BAIXO

Após acidentes com cobras em MT, Faissal exige ação em busca de soro antiofídico

Euziany Teodoro
Única News

Assessoria

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou indicação, em sessão plenária de quarta-feira (2) na ALMT, que sugere ao Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que intervenha junto ao Ministério da Saúde (MS) devido à necessidade de aumentar o repasse de soro antiofídico no Estado.

Após dois casos de acidentes com cobras em Mato Grosso, sendo que um deles acabou com a morte de um vaqueiro, em Denise (a 208 km da Capital), que teve que vir para Cuiabá tomar o soro, porque na cidade dele não tinha, o deputado exige uma atitude, tendo em vista que o Governo solicita 100% de estoque para atender a todo o Estado e tem recebido somente 30% da demanda, segundo ele.

O outro caso é da médica nutricionista Dieynne Saugo, que foi picada três vezes por uma jararaca, enquanto tomava banho em uma cachoeira de Nobres. O acidente aconteceu no domingo (30) e Dieynne, famosa nas redes sociais e conhecida como "Doutora Fit", está na UTI e teve que passar por uma traquestomia para respirar melhor, pois já tinha 70% do pulmão comprometido pelo veneno.

Uma cópia da indicação foi encaminhada ao governador Mauro Mendes e outra ao secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, para tomar providências.

“Estou fazendo essa indicação para esta Casa de Leis para que envie ao Ministério da Saúde um pedido de aumento e fornecimento de soro antiofídico. No final de semana, soubemos que um senhor chamado Giovane, da cidade de Denise, foi picado por uma cobra jararaca e infelizmente veio a óbito. Antes disso, ele procurou o atendimento nos hospitais do município como o Hospital Regional de Barra do Bugres, mas não foi atendido porque estava fechado para a reforma”, justificou o parlamentar.

De acordo com o deputado, o soro antiofídico é um medicamento para tratar picada de cobras venenosas, sendo a única terapia efetiva para tratamento desse tipo de envenenamento.

Faissal ainda justificou a indicação com dados divulgados pela imprensa e da SES. “O estoque de soro antiofídico recebido por Mato Grosso está 70% abaixo do necessário”, disse.


3 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eduardo povoas  07-09-2020 11:04:27
O Deputado Faissal está certíssimo. Imagine cidades na periferia do Pantanal não ter como atender doentes. Um absurdo. Vá em frente Deputado

Responder

0
0
Alex Campos Martins  03-09-2020 13:56:37
Parabéns Deputado pela salutar iniciativa! Infelizmente os acidentes motivaram o óbvio! O trade turístico deve ter as suas expensas esse soro. Para eles só basta o seguro turismo mais isso não salva vidas apenas as indeniza e isso é muito pouco!

Responder

0
0
Marcinha Pereira  03-09-2020 13:52:28
Parabéns Deputado pela iniciativa.

Responder

0
0

MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE