Cuiabá, 28 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA MT
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021, 09h:40

IMPASSE DA PRESIDÊNCIA

Bezerra prefere não se pronunciar sobre crise no partido e diz que ‘já foi superado’

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Arquivo/Web)

O presidente estadual do MDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, preferiu suavizar a crise no partido no que se refere em decidir a presidência municipal, que acabou gerando uma discussão entre o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), e a deputada Janaina Riva (MDB). Bezerra disse que não existe impasse e os problemas já foram superados.

“Não existe crise no partido. Isso já passou, está superado, não tem crise nenhuma. Foi momentâneo”, disse ao Única News.

No entanto, existe uma discussão interna entre os correligionários à presidência. Portanto, a declaração de Bezerra é porque na última sexta-feira (22), o deputado e o prefeito se encontraram e tiveram uma “reunião de amores e troca de juras”.

Segundo Pinheiro, foi uma reunião para colocar fim nesse “desgaste”, onde houve “amores recíprocos”. Ele comentou que respeita a biografia de Carlos Bezerra e por isso não queria continuar no impasse que estava.

Questionado sobre a decisão do presidente municipal, já que não existe crise no partido, o deputado respondeu que é por questão de agenda.

“Vamos decidir logo, logo. Não tivemos muito tempo ainda, por ser início de ano e todos estarem ocupados”, informou.

Início da rusga:

Tudo começou quando, no início deste ano, o prefeito rechaçou a atitude do presidente em convidar o governador do Estado, Mauro Mendes (DEM), para se filiar ao partido e, assim tornar presidente municipal do MDB. Para Pinheiro, é falta de consideração com quem foi “eleito pela população cuiabana”.

Com isso, Janaina acabou se pronunciando dizendo que Emanuel estaria com muita “mágoa” e sugeriu que ele saísse do partido, já que o seu grupo de apoio não é do MDB. Rebatendo a parlamentar, o prefeito disse que quem deveria sair é a deputada, já que “quem tem espaço é quem foi eleito prefeito”.

O prazo de eleição de uma nova executiva municipal foi encerrado no dia 15 de dezembro. Porém, até que se resolva o impasse, o advogado Francisco Faiad continua respondendo pela presidência.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE