Cuiabá, 27 de Novembro de 2020

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020, 08h:37

NÃO PRESTOU CONTAS

Candidato à Prefeitura de Sorriso chama juiz de "frango morto", após ter registro barrado

Única News
Da redação

(Foto: reprodução)

O candidato à Prefeitura de Sorriso (a 503 km de Cuiabá), Júnior Cesar Leite da Silva (PC do B), conhecido como "pé no chão", teve o registro indeferido por não possuir quitação eleitoral, já que em 2016, deixou de prestar contas à Justiça. Por ter a candidatura barrada pelo juiz eleitoral, Anderson Candiotto, em um vídeo, o candidato chamou ele de "frango morto" e "covarde".  

O candidato disse no vídeo que o magistrado está com medo e por isso, fica barrando o seu registro. O pé no chão ainda chegou a ameaçá-lo: "o senhor vai pagar caro".

“Esse juiz está atropelando o processo. Esse juiz é um covarde. Isso se chama um frango, um frango morto. É um covardão. O que o senhor está fazendo comigo, que eu nem estou dormindo preocupado, o senhor vai pagar caro. Não sou eu que estou te ameaçando, o senhor vai se arrepender pelo resto da sua vida”, disse Junior Cesar no vídeo publicado nas redes sociais.

A propaganda eleitoral do candidato está suspensa nas emissoras de rádio e televisão, além do nome excluído das urnas. A ação de impugnação de registro de candidatura foi ajuizada pela promotora de Justiça eleitoral, Maisa Fidelis Gonçalves Pyrâmides.

Segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE), o registro da candidatura de Junior Cesar foi solicitado pelo partido PC do B. A promotora eleitoral então requereu o indeferimento em caráter definitivo argumentando que o candidato não prestou contas de campanha anterior.

O candidato chegou a interpor embargos de declaração, considerados “intempestivos” e “meramente protelatórios” pelo juízo da 43ª Zona Eleitoral de Sorriso. Porém, não foi aceito pelo juiz eleitoral, Anderson Candiotto, e a decisão foi mantida.

“Importante novamente consignar que o mérito da impugnação (falta de quitação eleitoral) sequer foi objeto de contestação, não havendo nos embargos qualquer fundamentação jurídica capaz de alterar a situação de inelegibilidade do candidato”, argumentou o magistrado.

Veja o vídeo:

Outro episódio

No início desse mês, o candidato fez um vídeo polêmico durante uma espécie de 'dança de chuva', onde ele quebra a imagem do São Cipriano e xinga o santo. 

Meus amigos, eu quero que chova aqui em Sorriso. Vou fazer a dança da chuva”, diz o candidato, no vídeo. Na sequência, Júnior lança a imagem do santo em uma mureta e esbraveja “filho da peste, não vai chover na peste dessa cidade? Eu quero chuva, santo desgraçado! Hoje vai chover gente!”.

Veja o vídeo:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE