Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 11 de Abril de 2017, 15:23 - A | A

11 de Abril de 2017, 15h:23 - A | A

POLÍTICA / POTENCIAL ECONÔMICO

Coreia do Sul sinaliza para fechar negócios com o estado

Da Redação



(Foto: Reprodução)

20170219165406101952e.jpg

 

O embaixador da República da Coreia no Brasil, Jeong-gwan Lee, demonstrou bastante interesse quanto a potencialidade do estado em relação aos assuntos econômicos, turísticos e gastronômicos.

 

Durante reunião realizada por representantes da embaixada, do governo estadual, setor privado e alimentício, na manhã desta terça (11), no Palácio Paiaguás, Lee, sinalizou interesse em estreitar as relações comerciais com Mato Grosso.

 

Durante a reunião, o chefe do executivo falou da importância de novos negócios com empreendedores asiáticos, apresentou os potenciais turísticos, econômicos e gastronômicos do Estado, e propôs um intercâmbio entre os países, por meio de um Road Show (apresentação itinerante).

 

“Agradeço a visita do embaixador e toda a delegação desse importante país. Para nós, é uma honra recebe-lo aqui, e quero dizer que as nossas relações comerciais/culturais tendem a melhorar. Estamos conversando sobre a possibilidade de empresários coreanos virem a Mato Grosso e os empresários brasileiros e mato-grossenses também irem à Coreia”, salientou o governador.

 

Por sua vez, o embaixador se mostrou surpreso com a capacidade de desenvolvimento e produção do Estado. Segundo ele, um elo forte pode ser construído e um dos caminhos seria o tratado de livre comércio.

 

“Estou muito certo de que foi uma reunião produtiva, em que pude perceber que as relações entre o Estado de Mato Grosso e a Coreia são absolutamente possíveis, inclusive, de complementaridade”, afirmou o embaixador.

 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Ricardo Tomczyk, esse interesse dos países asiáticos com o Brasil, deve-se também ao fato de que eles não produzem alimentos, porém se preocupam com a qualidade do que estão consumindo. Neste sentido, ao reforçar a qualidade dos produtos exportados, os empresários do Brasil passam a expandir as possibilidades de negócio.

 

“Estamos abrindo nossos horizontes em termos de investimentos e comércio. Esta é também uma oportunidade para que nossos empresários possam ganhar espaço nesse mercado, já que o Estado entra como um grande arrumador desta situação, e estamos preparando para que se torne uma grande plataforma de comércio internacional”, reiterou Tomczyk. Também acompanharam a visita o secretário de Estado de Cultura, Leandro Carvalho, e o secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Oliveira. (Com informações da Assessoria)

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia