Cuiabá, 18 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 25 de Março de 2019, 09:53 - A | A

25 de Março de 2019, 09h:53 - A | A

POLÍTICA / ‘14º E 15º SALÁRIOS’

Deputado abre mão de ‘ajuda de custo’ de R$ 25 mil na Assembleia

Euziany Teodoro e Fernanda Nazário
Única News



O deputado Ulysses Moraes (DC) segue sua campanha de corte de verbas aos deputados na Assembleia Legislativa e traz à tona mais um montante que escapa ao conhecimento público: 14º e 15º salários, pagos em fevereiro e agosto de cada ano a todos os deputados, no valor de R$ 25,3 mil.

De acordo com Ulysses, a verba é imoral. "Esse decreto, além de imoral, foge do conhecimento da população, que acaba pagando essa conta", afirmou o parlamentar.

A “ajuda de custo”, equivalente ao mesmo valor da remuneração mensal dos parlamentares, refere-se ao Decreto Legislativo n° 17, de 19 de Dezembro de 2007. Ulysses fez a renuncia à verba referente ao mês de fevereiro e posteriormente renunciará a de agosto, mesmo que cumpra os critérios legais para o recebimento, de acordo com assessoria de imprensa.

Essa é mais uma verba a qual os deputados têm direito e que a população desconhece. Além dela, eles podem usar, mensalmente, R$ 65 mil de verba indenizatória, sem a devida prestação de contas. Há ainda várias outras verbas, como R$ 70 mil aproximadamente para custeio de gabinete e pagamento de pessoal, auxílio-paletó, entre outras.

Ulysses defende a redução da V.I. de 50%, chegando a apenas R$ 32,5 mil ao mês, com prestação de contas detalhada. No mês de fevereiro, ele usou apenas R$ 3,1 mil da verba.

“Entendo que não há mais sentido ter tantas verbas e mais uma ajuda de custo. Temos apenas 30 dias aqui na Casa e já percebei que tem outras verbas para custear o mandato. Sou contra. Com a salário e outras verbas já disponíveis na casa é possível fazer o trabalho”, disse o parlamentar.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia