Cuiabá, 25 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 05 de Abril de 2019, 09:01 - A | A

05 de Abril de 2019, 09h:01 - A | A

POLÍTICA / ALUNOS E PROFESSORES SOFREM AMEAÇA

João Batista alerta para possível atentado em escola de Feliz Natal

Única News
Com assessoria



O presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso da Assembleia Legislativa, o deputado João Batista (Pros) se reuniu nesta semana com a secretária de estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, que expos a vulnerabilidade da Escola Estadual André Maggi, localizado no município de Feliz Natal (a 511 km de Cuiabá). O local tem passado por momentos de terror após ter sido invadido por vândalos que picharam as paredes com palavras de baixo calão e ameaças a professores e alunos.

O alerta sobre a situação a qual os professores e alunos estão sendo submetidos foi dado pela vereadora de Feliz Natal, Adriana Silva (PMDB), mais conhecida como Adriana da Saúde. Ela também participou da reunião e reivindicou ações de prevenção junto à secretária e ao deputado.

Na oportunidade, Adriana protocolou um pedido, assinado por oito vereadores da cidade, pedindo que a secretaria disponibilize um vigia e câmeras de segurança para serem instaladas na escola, na tentativa de prevenir uma possível tragédia.

“Há pouco tempo da tragédia na escola de Suzano, vários outros casos foram notificados pela mídia, inclusive alguns no estado de Mato Grosso. Agora temos esta ocorrência na cidade de Feliz Natal. Como vereadora e mãe, não posso ficar de mãos atadas, por isso, com a ajuda do deputado João Batista, reivindicamos soluções junto à secretária Marioneide e ao secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante”, disse a vereadora.

Uma agenda com o secretário Bustamante ainda será realizada, de acordo com o deputado João Batista, afirmando que ele irá pedir um reforço no policiamento do município. “Combatemos o crime com ações de prevenção, por isso vou levar a situação de Feliz Natal à Secretaria de Segurança Pública”, afirmou o deputado.

Sobre a demanda solicitada, Marioneide afirmou que o caso da escola “é muito fácil de resolver”, explicando que uma vez comprovado o caso de vulnerabilidade do local, basta que a diretora da unidade escolar entre com os referidos pedidos no sistema da Seduc.

“Existe uma verba complementar que pode ser utilizada em casos de vulnerabilidade, como este. O protocolo realizado pelo gabinete do deputado João Batista já adianta o processo, basta agora que a diretora da escola formalize os pedidos em nosso sistema”, explicou Marioneide.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia