Cuiabá, 26 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 08 de Julho de 2016, 15:44 - A | A

08 de Julho de 2016, 15h:44 - A | A

POLÍTICA / Adquirido com propina

Juíza manda leiloar gado e dinheiro será revertido aos cofres públicos

DA Redação com Mídia News



Reprodução / Internet

k

 

Por determinação da juíza Edleuza Zogetti Monteiro, diretora do Fórum de Cuiabá, 714 cabeças de gado pertencentes ao ex-secretário de Estado Pedro Nadaf, vão a leilão no próximo dia 28, às 14h. Todo dinheiro arrecadado no evento deve ser revertido aos cofres públicos. A decisão é da última quinta-feira (07).

 

 

O rebanho foi adquirido supostamente a título de propina e está avaliado atualmente, no valor de R$ 850 mil. A juíza Selma Rosane de Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital havia seqüestrado o bem material.

  

O leilão ocorrerá na Central de Apreensões do Fórum de Cuiabá. Caso não seja arrematado no dia 28, os bovinos serão leiloados no dia 11 de agosto, no mesmo horário.

 

O dinheiro arrecadado deverá ser usado como garantia de possível ressarcimento aos cofres públicos, caso Nadaf seja condenado na ação penal.

 

Delação

 

A prática criminosa foi descoberta após o ex-secretário de Estado de Administração, César Zílio, fazer acordo de delação na 2ª fase da “Operação Sodoma” da Polícia Federal.

De acordo com Zílio, Pedro Nadaf comprou o rebanho dele e seu pai, Antelmo Zílio, um total de 1.200 cabeças, entre 2012 e 2014, de forma clandestina.

 

Deste total, 486 cabeças já teriam sido vendidas e as outras 714 cabeças estariam nas Fazendas Campo Alto e Santa Bárbara, que são administradas por Cézar Zílio.

Ainda de acordo com a delação, os gados só foram comprados, porque Zílio intermediava a compra, uma vez que também atuava como pecuarista na época.

   

Confirmação de Nadaf

 

Em depoimento na 3ª fase da operação, o ex-secretário da Casa Civil chegou a admitir, que usou cheques, emitidos pelo empresário João Batista Ros para adquirir o rebanho. Entretanto negou que as folhas foram recebidas como forma de propina e disse que os valores recebidos pelo empresário, era uma troca pela prestação de assessoria empresarial, por meio de sua empresa NBC Consultoria.

 

Pedro Nadaf está preso desde setembro do ano passado no Centro de Custódia da Capital.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia