Cuiabá, 08 de Agosto de 2020

POLÍTICA MT
Terça-feira, 07 de Julho de 2020, 08h:25

PROCESSO DE 2019

Justiça bloqueia R$ 2,2 milhões de procurador aposentado por esquema de propina

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

O juiz Bruno D’Oliveira Marques determinou o bloqueio de bens no valor de R$ 2,2 milhões do procurador aposentado, Francisco Gomes Lima Filho, conhecido como Chico Lima. O magistrado decretou ainda indisponível todas as matrículas de imóveis e direito patrimoniais em seu nome. O processo está tramitando desde dezembro 2019.

A decisão foi após uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra 21 pessoas, sendo elas físicas e jurídicas.

O processo denunciava um esquema que desviava dinheiro para favorecer empresas do transporte rodoviário interestadual que operam em Mato Grosso. Os outros citados são Silval Barbosa, dois familiares de Chico Lima, 13 empresas de transporte, dois empresários, uma clínica de nefrologia e o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros de Mato Grosso (Setromat).

Segundo a denúncia do MP, houve o pagamento de propina no montante de R$ 6 milhões para edição do Decreto 2.499, de 20 de agosto de 2014, firmado pelo então procurador com o Setromat, presidido por Julio Cesar Sales Lima, na época.

O MP informou que as empresas estavam em situação precária e mesmo assim obteve lucros no pagamento de impostos à Fazenda Estadual, além da taxa de regulação, fiscalização e controle.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE