Cuiabá, 24 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020, 11h:42

INQUÉRITO CIVIL

MPF investiga contratos emergenciais de R$ 608 mil na saúde em Cuiabá

Da Redação
Única News

Foto: MPF-MT/Assessoria

Por conta de uma suspeita de improbidade em dois contratos que ultrapassam R$ 608 mil, o Ministério Público Federal (MPF) abriu inquérito civil para apurar supostas irregularidades nas contratações, com dispensa de licitação, realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde, com recursos federais destinados ao combate à covid-19.

De acordo com a portaria assinada pelo procurador da República, Carlos Augusto Guarilha de Aquino Filho, a Secretaria, sob o comando do ex-secretário Luiz Antônio Possas de Carvalho, que foi afastado da função após investigação do Ministério Público Estadual (MPE) e da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), realizou dois contratos por dispensa de licitação junto à empresa MT Pharmacy Distribuidora de Medicamentos e Materiais Hospitalares Eirelli-EPP.

No primeiro contrato, no valor de R$ 350.706, foram adquiridos insumos e equipamentos para o combate à covid-19 na Capital, como óculos de proteção, álcool em gel, máscaras, luvas, aventais, entre outros produtos. Já o segundo contrato, também por dispensa de licitação, solicitou da empresa sonda/cateter de aspiração traqueal sistema fechado pelo valor de R$ 257.541,90.

Cada sonda/cateter foi adquirida pelo valor unitário de R$ 367,92. Em uma pesquisa rápida pelo Google e Mercado Livre, é possível encontrar o mesmo produto, da mesma marca, por R$ 195 a unidade.

Cuiabá recebeu mais de R$ 168 milhões de ajuda do governo federal para o combate a pandemia do novo coronavírus.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE