Cuiabá, 19 de Maio de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 04 de Outubro de 2017, 09:06 - A | A

04 de Outubro de 2017, 09h:06 - A | A

POLÍTICA / PRÓXIMA SEMANA

Protesto de servidores obriga AL a adiar votação de PEC

Da Redação



(Foto: Marcos Lopes/ALMT)

Servidores Audiência da PEC

 

Após a manifestação de vários servidores públicos desde as primeiras horas na tarde de terça-feira (03), na Assembleia Legislativa, os deputados estaduais decidiram firmar um acordo com o Fórum Sindical e o Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran) para não votar a proposta da PEC do Teto de Gastos.

 

Segundo informações, antes do início da sessão ordinária existia uma previsão de condensar as emendas na Comissão Especial. No entanto, os deputados decidiram ampliar o diálogo com os sindicalistas e transferiram a pauta de votação para a agenda da próxima semana.

 

O presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho (PSB), falou na tribuna que a manifestação pacífica e respeitosa dos trabalhadores seria aceita.

 

“O foro adequado de discussão é o Poder Legislativo e, desta forma, jamais nos furtamos do diálogo e de receber as reivindicações dos diferentes segmentos”, falou.

 

Os manifestantes aproveitaram também o momento para pedir o afastamento de todos os deputados investigados na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e de sua família.

 

PEC DO TETO

A PEC que limita as despesas do Estado pelos próximos dez anos, também prevê que os repasses do duodécimo dos poderes fiquem estancados pelo mesmo período. Outra informação é que a PEC do Teto terá limite de R$ 16 bilhões, que foi o valor das despesas empenhadas em 2016, e só poderá ser corrigido pelo índice da inflação do período.

 

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia