Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Março de 2017, 13:00 - A | A

22 de Março de 2017, 13h:00 - A | A

POLÍTICA / EM VÁRZEA GRANDE

TRE nega e Lucimar continua sendo investigada por abuso de poder em reeleição

Da Redação



(Foto: Secom/Prefeitura/VG)

prefeita Lucimar.jpg

 

O candidato derrotado nas últimas eleições, coronel Pery Taborelli (PSC), ganhou no final da semana passada, um round na briga contra a atual prefeita democrata, Lucimar Sacre de Campos. Os dois disputaram o comando da prefeitura nas últimas eleições em outubro de 2016.

 

Taborelli entrou contra Lucimar no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) sob a alegação que sua adversária teria gasto acima do limite estipulado pela Legislação eleitoral com publicidade em 2016. Já que ela já comandando a gestão municipal, teria se utilizado desta facilidade.

 

Em setembro do ano passado, a defesa de Lucimar ingressou com um mandado de segurança tentando suspender o andamento da representação. No entanto, em julgamento na última quinta-feira (16), o Pleno do TRE/MT negou provimento ao pedido e manteve o processo contra a democrata.

 

A representação foi proposta pelo coronel Taborelli, por meio da coligação que encabeçava na disputa, “Mudança com Segurança”. E o processo eleitoral tramita na 20ª Zona Eleitoral de Várzea Grande sob a responsabilidade do juiz Carlos José Rondon Luz.

 

Entenda o caso

 

Na ação, o adversário - como forma de dar veracidade à denúncia -, exemplifica que nos anos anteriores as eleições – 2014 e 2015 -, a prefeitura teve gastos insignificantes com publicidade. Em, contrapartida, somente no primeiro semestre de 2016 o município teve um gasto de quase R$ 1 milhão.

 

A coligação “Mudança com Segurança”, requer na ação a cassação do registro de candidatura de Lucimar e seu vice José Hazama (PRTB).

 

No entanto, em sua defesa, Lucimar justificou as inúmeras campanhas institucionais de alertas feitas no decorrer de 2016, para alertar a população dos riscos da dengue, campanhas para combate a hanseníase, bem como as campanhas institucionais com o propósito de aumentar a arrecadação municipal, como por exemplo IPTU, Alvará e divulgação do mutirão fiscal.

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia